Como foi Codificado o Livro dos Espíritos?

1200px-Le_Livre_des_Esprits_2

Em 14 de abril de 1857 era publicado o livro dos espíritos. Nas prateleiras de algumas livrarias de paris, o livro chamava atenção não só pelo seu nome mas também pelo seu autor; Allan Kardec. Pseudônimo do professor Hippolyte Léon Denizard Rivail , o livro trazia inicialmente 501 perguntas e respostas ( que mais tarde foram ampliadas para as atuais 1019 perguntas), cujo tema eram os mais variados temas da vida, principalmente da vida após a morte.

Para entendermos como foi codificado o livro dos espíritos precisamos entender primeiramente o contexto histórico. Em meados do Século XIX, um fenômeno muito peculiar aguçava a curiosidade de muitas pessoas. As conhecidas Mesas Girantes ,  causavam espanto e fascinação a todos que testemunhavam o fato. Para muitos não passava de efeitos ilusionistas ou até mesmo magnéticos. As pessoas passaram a reunir-se para verificar tais efeitos com pretexto de entretenimento. Trazido por um amigo à uma dessas reuniões Hyppolyte primeiramente achou o efeito uma causa meramente magnética como muitos em sua época. Em dado momento as mesas passaram a comunicar-se através de batidas ( a quantidade de batidas era a letra do alfabeto) e lentamente iniciaram-se comunicações inteligentes.

Tal fato aguçou a curiosidade científica de Kardec a ponto de o codificador engajar-se a estudos mais sérios e profundos acerca do tema. Kardec primeiramente tratou de descobrir quem ali falava e então pelo método rudimentar a “mesa” respondeu que ali era um espírito quem falava. Após as primeiras impressões os espíritos indicaram o uso de lápis e papel, onde (na presença de médiuns de efeitos físicos) os espíritos usavam-se dos fluidos do médium para escrever com o lápis no papel as suas comunicações. Porém tal método era dispendioso aos médiuns e aos espíritos sendo por fim sugerido pelos espíritos que os médiuns utilizassem as mãos e entrassem em transe mediúnico onde os espíritos poderiam utilizar-se do aparelho corporal do médium afim de escrever sua mensagem.

A partir dai Kardec intensificou seu estudo, fazendo perguntas das mais variadas temáticas. Chegou o momento em que os espíritos revelaram a Kardec o teor de sua missão: a codificação de uma nova doutrina, a terceira revelação, o consolador prometido por Jesus e então iniciaram-se os trabalhos da compilação de perguntas e respostas que formariam mais tarde o livro dos espíritos.

Durante tal empreitada, Kardec desenvolveu uma forma bem eficiente de se verificar as respostas. Ele escrevia a pergunta e enviava para médiuns de vários cantos do mundo, recebia as respostas e verificava as semelhanças e diferenças a fim de que não se deixa-se enganar pela soberba de um único médium ou espírito.

Dessa forma, foram-se compilando perguntas e respostas de temas que à época eram de desconhecimento ou de uma interpretação equivocada, seja nos campos da filosofia, religião ou ciência.

Para entender melhor, precisamos falar sobre o positivismo. Na época da codificação espírita, o desenvolvimento científico era a base da sociedade. O positivismo apenas se focava no material, no que podia ser provado materialmente. Dessa forma iniciava-se uma crise religiosa, onde pessoas se tornavam cada vez mais descrentes, principalmente na juventude.

O espiritismo veio de forma a assegurar que se a ciência comprovasse o contrário de algo que o espiritismo propagasse, deveríamos crer na ciência. Esta frase de Kardec expressa profundamente a aliança do espiritismo com a ciência, pois, sendo uma doutrina empírica e que prova suas teorias através do uso da razão e do pensamento crítico, o espiritismo trazia ao homem a reflexão dos mais variados assuntos.

Após essa empreitada, Kardec ainda escreveria mais 4 livros e criaria a revista espírita. Continuando assim o estudo e a codificação do conhecimento espírita que dura até os dias de hoje. O livro dos espíritos à 161 anos atrás, fi o marco da mais nova doutrina, a vinda do consolador prometido de jesus! Agradecemos imensamente a espiritualidade a dádiva de nos trazer as palavras de consolo e esclarecimento da nossa amada doutrina. Muita paz!

4 comentários sobre “Como foi Codificado o Livro dos Espíritos?

  1. Devemos a Kardec a riqueza de verdades dessa Doutrina maravilhosa que nos libertou de uma fé dogmática. A fé pautada na razão nos liberta e nos faz espíritos melhores. Obrigada a Kardec!

    Curtir

  2. O Livro dos Espíritos faz com que conheçamos a Doutrina Espírita mais profundamente, a fim de que realizemos a prática do amor ao próximo, e possamos realizar obras que nos tragam uma evolução em nossos espíritos.

    Curtir

  3. […] Kardec desde quando iniciou seu estudo sobre os efeitos físicos causados pelo fenômeno das mesas girantes, utilizou o método científico para observar e analisar as ocorrências naturais percebidas. Devido ao fato de seu tempo na escola de Pestalozzi, o professor Hippolyte sempre demonstrou metodologia séria e coerente em seus apontamentos. Não podendo ser diferente com a doutrina espírita, Kardec utilizou-se da razão para analisar as mensagens recebidas pelos médiuns e cataloga-las de forma coerente e séria como demonstramos no artigo sobre como foi codificado o livro dos espíritos. […]

    Curtir

  4. LIVRO DOS ESPÍRITOS E KARDEC.
    PERGUNTAS E RESPOSTAS:“ REFLEXÃO “

    EM PROLEGÔMENOS ESTÁ CLARAMENTE ESCLARECIDO QUE AS PERGUNTAS E RESPOSTAS DO LIVRO DOS ESPÍRITOS FORAM ESCRITOS POR ORDEM E DITADO PELA CÚPULA DE ESPÍRITOS SUPERIORES ENTRE ELES O ESPÍRITO DA VERDADE QUE É O PRÓPRIO CRISTO NO ANO DE 1855.
    COUBE A KARDEC A MISSÃO DE CODIFICAR E PUBLICAR AS PÁGINAS RECEBIDAS MEDIUNICAMENTE POR DUAS JOVENS MÉDIUNS MENORES FRANCESAS SENDO JULIE BAUDIN DE 14 ANOS E CAROLINE DE 16 ANOS.
    FOI TAMBÉM AUTORIZADO A KARDEC APÓS MUITAS REFLEXÕES DE TODO CONTEÚDO PSICOGRAFADO ESCREVER ALGUMAS NOTAS E A PRÓPRIA FORMA DE ALGUMAS PARTES DA REDAÇÃO, SOB VIGILÂNCIA PRÉVIA DA CÚPULA ESPIRITUAL RESPONSÁVEL POR TODOS CINCO LIVROS BÁSICOS DA DOUTRINA ESPÍRITA.
    NB- KARDEC NÃO TINHA O DOM DA MEDIUNIDADE AFLORADA, PORTANTO KARDEC OU OUTRA PESSOA QUALQUER FICARIA POR DIAS, MESES E ANOS A PERGUNTAR SEM RECEBER NENHUMA RESPOSTA, MESMO POR QUE AS VOZES OU PRINCIPALMENTE A PSICOGRAFIA SÓ ACONTECE DO PLANO ESPIRITUAL PARA O PLANO FÍSICO E NUNCA AO CONTRÁRIO.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s