Influências espirituais nas redes sociais

img_nosso_estado_1

Você com certeza já se deparou com situações inusitadas nas redes sociais. Tantas discussões por assuntos fúteis ou até mesmo assuntos relevantes que fazem com que duas pessoas discordantes entre numa grande luta (no sentido quase literal) pelo predomínio de suas ideias.

   Este texto tem caráter muito pessoal em alguns pontos e espero que isso não lhes deixem desinteressados, mas também buscarei através do que estudei sobre doutrina elucidar algumas POSSIBILIDADES de influencias espirituais através das redes sociais e mídias sociais em geral. Buscando manter-me no foco do artigo, as redes sociais, primeiramente notamos que o uso amplo das redes sociais por uma porcentagem muito grande de pessoas possibilita um novo campo de atuação espiritual de importante influência. Espíritos não necessitam de algo exatamente físico para exercer sua influência visto que utilizam-se de vibrações para manipular e coagir seres encarnados e desencarnados.

   Os chamados obsessores podem então utilizar um espírito encarnado que de posse de um perfil no Facebook por exemplo, através das sugestões por canais de afinidades vibratórias. Em outras palavras: espíritos que se simpatizam com o ódio às ideias contrárias irão se juntar a pessoas que possuírem tendências para atitudes semelhantes, lhes dando combustível mental para manter essa energia negativa.

   Vemos que muitas vezes um post cheio de ódio e intolerância atrai odiadores e intolerantes, assim como um pensamento odioso ou intolerante atrai espíritos dessa estirpe que aproveitando da abertura mental criada por esses pensamentos no ser encarnado, influenciam e manipulam pensamentos de forma a criar uma tensão social através de redes sociais, gerando um clima de instabilidade emocional nas pessoas. Isso parece uma teoria da conspiração não é? mas em relatos de livros espíritas diversos como os da série de André Luiz, psicografados por Chico Xavier, mostra-se que as legiões malignas de espíritos contrários as leis de ordem e de progresso do planeta buscam de forma incessante o desequilíbrio e a agitação em favor de seus planos perversos de dominação e poder.

   Muito sabemos segundo o livro dos espíritos dobre a maledicência e como ela pode nos afetar espiritualmente. Acumulando débitos e mudando o psiquismo de nossa volta, alimentando espíritos obsessores e nos tornando cada vez mais SUSCETÍVEIS às suas ideias e manipulações, ficando cada vez mais absortos em pensamentos sombrios e até mesmo perdendo a razão em nossa cegueira.

casal-briga-tatica-guerra

  Quem nunca presenciou briga entre grandes amigos ou familiares em redes sociais por divergência de ideias e intolerância às diferenças? 

  É muito comum percebermos essa relação negativa que ocorre no facebook principalmente, onde as pessoas livremente opinam e nem sempre aceitam opiniões diferentes. Se você notar é muito comum no seu mural uma grande quantidade de notícias ruins, de imagens de intolerância política, religiosa e de ideias. Nosso psiquismo acaba se afetando com essa enorme informação pesada, negativa das redes sociais e muitas vezes nos vemos desanimados ou com raiva ao dar uma lida no facebook, twitter, etc.

Como utilizar as redes sociais de forma a reverter essa tendência de sermos influenciados pela negatividade extremamente exposta na rede?

  Uma questão relevante agora que sabemos alguns riscos que envolvem a negatividade largamente compartilhada nas redes sociais seria como podemos nos prevenir dessa armadilha e utilizar de forma digna as redes sociais. Bem como é impossível se fechar para a mídia negativista e para as publicações de cunho negativo tentemos o seguinte: PRÁTICA. Temos que praticar não nos envolvermos em debates fúteis, sem edificação para alma, sem acréscimo de qualquer virtude para nós mesmos. Sei que é difícil ainda mais no nível espiritual que nos encontramos. Tão apegados às nossas paixões somos suscetivamente alvo de armadilhas feitas por nós mesmos, atraindo assim a tão indesejada obsessão.

Essa influência é positiva ou negativa? Ou existiriam na mídia influências de ambos os tipos?

   Toda influência só é positiva ou negativa de acordo com o grau de nossa consciência (e de evolução espiritual) . Isso quer dizer que uma coisa pode ser relativamente negativa para uns, mas já outros conseguem tirar bons ensinamentos daquilo que é negativo. Por exemplo uma enfermidade com o câncer é uma coisa negativa, mas se formos analisar como uma expiação, podemos sim tirar proveito da situação com a assimilação de bons ensinamentos. Tudo nesta vida é relativo, pois a nossa consciência é que dá a devida importância as questões. Vejamos os indianos, aprendem com a pobreza da vida simples que levam e muitos países encaram a miséria como um defeito da humanidade. Isso significa que conforme evoluímos descobrimos o que conforme nossa ótica (e aqui entramos na ótica de quem professa a doutrina espírita) e nossa evolução. Nossas ideias são diretamente proporcionais ao quanto de entendimento temos sobre determinado assunto e sobre a ética de modo geral.

O que podemos concluir disso tudo?

   Bem, não muito, visto que muitas coisas vão depender de um pouco da sensibilidade pessoal, mas o que podemos dizer e isso pautados nos ensinamentos do espiritismo é para termo o bom senso sempre buscando analisar sobre todos os ângulos algum determinado assunto, dando nossa opinião quando a mesma for construtiva e elucidativa e evitando-se falar quando for desnecessário ou for motivo para atrito mesmo que somente de um dos lados.

É importante criarmos mentalmente um processo de paz. E isso as vezes nos requer a prática do silêncio e da resignação. Entender que cada um encontra-se num determinado nível de evolução e respeitar isso. Não menosprezar e evitar atrito com os irmãos de luta corporea. Com isso estaremos ganhando a tão almejada paz interior e exterior, construindo em volta de nós uma aura de serenidade e paz. Divulgando assim uma das virtudes de Jesus que era a de evitar os debates inúteis e criando em si mesmo um exemplo a ser seguido.

Outra boa dica é já que não queremos tantas coisas ruins sendo devidamente noticiadas, sermos nós mesmos a fonte de boas notícias, de boas ações, compartilharmos o amor. Seja através de textos ou mensagens de paz e otimismo, seja com palavras amigas e conselhos amorosos. Sejamos nós a mudança que tanto queremos no mundo e assim, estaremos divulgando o bem e o amor, como nosso mestre Jesus nos ensinou. Muita paz!

Podem os espíritos influenciar na matéria?

mesa-levitando

Em diversas conversas com amigos simpatizantes da doutrina de Kardec mas ainda leigos sobre os estudos percebi a seguinte dúvida. Os espíritos podem influenciar-nos? E podem influenciar ocorrências físicas?

Noutras palavras: pode um espírito por vontade própria fazer com que algo concreto aconteça? Segundo o livro dos espíritos Kardec pergunta:

 459. Influem os Espíritos em nossos pensamentos e em nossos atos?
“Muito mais do que imaginais. Influem a tal ponto, que, de ordinário, são eles que vos dirigem.”

De fato, os inúmeros relatos de obsessão e ocorrência de “possessões” mostram que espíritos podem nos influenciar. Mas o que dizer da matéria? seria possível um espírito mover a matéria? atirar objetos? flutuar mesas?

A história do espiritismo remonta à época em que famosos efeitos físicos eram observados: os chamados roda das mesas girantes. Onde médiuns de efeitos físicos (Explicação do termo abaixo) doavam ectoplasma aos espíritos presentes a fim de realizarem estes uma movimentação energética com fins de intervenção material.

São os médiuns dotados de faculdade capaz de produzir efeitos materiais ostensivos. Seus trabalhos têm a finalidade de chamar a atenção da incredulidade humana para a existência dos Espíritos e do mundo invisível. Produzem fenômenos materiais, tais como: movimento de corpos inertes, ruídos, voz direta, curas fenomênicas, transportes etc.

Os médiuns de efeitos físicos podem ser divididos em dois grupos: os facultativos, que têm consciência dos fenômenos que produzem; e os involuntários, ou naturais, que não possuem consciência de suas faculdades e são usados pelos Espíritos para promoverem manifestações sem que o saibam. Certas comunicações dadas por Espíritos desencarnados através de aparelhos eletrônicos (TCI), onde alguns autores disseram não haver necessidade da presença da mediunidade, foram produzidas por ação de médiuns de efeitos físicos involuntários.Esse tipo de médium era muito comum no advento do Espiritismo e foi muito útil na divulgação das idéias espíritas, chamando a atenção das pessoas para a realidade do fenômeno.

O Ectoplasma é um fluído inerente dos espíritos encarnados. Em uma comparação bem sutil é como um combustível que alimenta os dois mundos, um tipo de energia que o espírito possuem para animar o corpo físico e esta energia por si só é capaz de condensar-se até mesmo tornando-se visível e tangível. Deste fluído vemos a ocorrência das famosas seções de materializações, onde espíritos utilizam ectoplasma do médium doador para materializarem-se diante dos presentes.

Há ainda os fenômenos naturais, como terremotos ou tempestades, causas que por vezes restabelecem o equilíbrio mas que também podem ser obra de espíritos seja por necessidade ou por reação a algum distúrbio no equilíbrio espiritual do planeta:

540. Os Espíritos que exercem ação nos fenômenos da Natureza operam com conhecimento de causa, usando do livre arbítrio, ou por efeito de instintivo ou irrefletido impulso?
“Uns sim, outros não. Estabeleçamos uma comparação. Considera essas miríades de animais que, pouco a pouco, fazem emergir do mar ilhas e arquipélagos. Julgas que não há aí um fim providencial e que essa transformação da superfície do globo não seja necessária à harmonia geral? Entretanto, são animais de ínfima ordem que executam essas obras, provendo às suas necessidades e sem suspeitarem de que são instrumentos de Deus. Pois bem, do mesmo modo, os Espíritos mais atrasados oferecem utilidade ao conjunto. Enquanto se ensaiam para a vida, antes que tenham plena consciência de seus atos e estejam no gozo pleno do livre arbítrio, atuam em
certos fenômenos, de que inconscientemente se constituem os agentes. Primeiramente, executam. Mais tarde, quando suas inteligências já houverem alcançado um certo desenvolvimento, ordenarão e dirigirão as coisas do mundo material. Depois, poderão dirigir as do mundo moral. É assim que tudo serve, que tudo se encadeia na Natureza, desde o átomo primitivo até o arcanjo, que também começou por ser átomo. Admirável lei de harmonia, que o vosso acanhado espírito ainda não pode apreender em seu conjunto!”

Neste breve texto tento de forma simples elucidar sobre os fenômenos físicos aplicados devido a influencias espirituais. O assunto vai longe, existem inúmeras possibilidades. Qualquer pessoa que experimente fenômenos parecidos com os expostos procure um centro espírita pois você ou algum familiar ou vizinho pode ser médium de efeitos físicos! Mediunidade é coisa séria e devemos ter a responsabilidade segundo nossas faculdades, espero ter sido edificante e elucidativo o texto para os irmãos leitores. Muita Paz!