Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

11149336_768630169919968_8876254372435344811_n

Os animais possuem alma, estão em caminhos de evolução.Chico Xavier nos deixou esta linda mensagem sobre nossos irmãos menores, os animais.

Os cães como todos os seres viventes, possuem alma e segundo nosso irmão Chico Xavier, se tratados com respeito, amor e carinho, podem após seu desencarne, ainda permanecer até 4 anos ao lado de quem tanto lhe deu amor. É uma forma de não sofrerem com a separação. Mas eles voltam ter a mesma vitalidade de quando eram filhotes. Quem já perdeu um amigo, fique sabendo que ele continuou ou continua ao seu lado, com a mesma felicidade de sempre!!!
Os animais, diferentemente, do homens, não possuem o tempo da erraticidade (intervalo mais ou menos longo entre uma encarnação e outra). Quando morrem, quase que instantaneamente, sua alma ou energia vital é atraída, magneticamente e por afinidade para mais um processo de encarnação. Dessa forma, de pouquinho em pouquinho, vai progredindo. Devemos lembrar que a lei do progressa é um dos princípios fundamentais da doutrina espírita. A alma de alguns animais podem, a exemplo dos cachorros, retornar rapidamente para seu dono, através de outro que nasça. Mas isso ocorre, somente, por merecimento e mérito nosso. Isso nos leva a entender que assim como nós seres humanos que buscamos a evolução em direção a Jesus, também os animais buscam a evolução em direção à nós. A energia vital que os habita sente as experiências vividas e apreende as sensações que lhes é como as nossas provas e expiações. O resultado é a progressiva evolução entre os reinos animais e as personalidades únicas evidenciadas pelos diferentes animais e suas características. 

Veja um relato bem interessante sobre Chico Xavier e sua cadelinha boneca:

chico e cachorro
Chico Xavier tinha uma cachorra de nome Boneca, que sempre esperava por ele, fazendo grande festa ao avistá-lo. Pulava em seu colo, lambia-lhe o rosto como se o beijasse. O Chico então dizia: – Ah Boneca, estou com muitas pulgas !!!! Imediatamente ela começava a coçar o peito dele com o focinho. Boneca morreu velha e doente. Chico sentiu muito a sua partida. Envolveu-a no mais belo xale que ganhara e enterrou-a no fundo do quintal, não sem antes derramar muitas lágrimas. Um casal de amigos, que a tudo assistiu, na primeira visita de Chico a São Paulo, ofertou-lhe uma cachorrinha idêntica à sua saudosa Boneca. A filhotinha, muito nova ainda, estava envolta num cobertor, e os presentes a pegavam no colo, sem contudo desalinhá-la de sua manta. A cachorrinha recebia afagos de cada um. A conversa corria quando Chico entrou na sala e alguém colocou em seus braços a pequena cachorra. Ela, sentindo-se no colo de Chico, começou a se agitar e a lambê-lo.
– Ah Boneca, estou cheio de pulgas!!! Disse Chico.
A filhotinha começou então a caçar-lhe as pulgas, e parte dos presentes, que conheceram a Boneca, exclamaram:
– Chico, a Boneca está aqui, é a Boneca, Chico!! Emocionados perguntamos como isso poderia acontecer. Chico respondeu:
– Quando nós amamos o nosso animal e dedicamos a ele sentimentos sinceros, ao partir, os espíritos amigos o trazem de volta para que não sintamos sua falta. É, Boneca está aqui, sim, e ela está ensinando a esta filhota os hábitos que me eram agradáveis. Nós seres humanos, estamos na natureza para auxiliar o progresso dos animais, na mesma proporção que os anjos estão para nos auxiliar. Por isso, quem maltrata um animal vai contra as leis de Deus, porque Suas leis são as leis da preservação da natureza. E, com certeza, quem chuta ou maltrata um animal é alguém que ainda não aprendeu a amar.

Anúncios

411 comentários sobre “Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

  1. Nossa tantos relatos, perdemos ontem nossa anjinho de 4 patas, Chloe que só nos trouxe uma imensa alegria nos quase tres anos que vivemos juntos, era uma York mini de 1,2 KG, linda, meiga, carinhosa, estamos arrasados eu e minha filha vivendo a base de calmantes. fizemos a castração dela ontem dia 14 09 voltou pra casa sedada, respirando e estavamos aguardando a recuperação quando começou a respirar com dificuldade ainda anestesiada e notamos sangue no anus. corremos pra uma clinica 24 hs e no caminho ela parou de respirar. não conseguimos reanimar. Estamos destroçados aqui em casa. com todos estes relatos e com muita fé espero a sua reencarnação porque ela era e é um serzinho muito especial, e amada demais. Chloe te amamos muito e jamais vamos te e esquecer, Que tenha ela do seu lado e permita que volte para nós. Deus te abençoe amada.

    Curtido por 1 pessoa

  2. maria perdi meu cachorrinho ontem dia 16/09/17 estou muito triste não sei como vou viver sem ele meu companheiro de todas as horas já chorei muito ele tinha 14 anos ele tava velhinho ainda apareceu um tumor nas parte intima dele não sei que fazer.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Perdi meu filhinho de 2 anos e meio,dia 04/10, dia de São Francisco, era diabético, meu Pypoca tomava insulina 2 vezes ao dia, semana passada teve uma recaída a terceira desde os 11 meses quando descobri que era diabético, estava se recuperando tão alegre ele estava e de repente ficou sem querer comer, tentamos tratamento com suporte veterinário em casa, mas tive que interna-lo, meu filhinho ficou 5 dias internado, e não teve melhora, busquei ele na quarta e quando cheguei em casa não demorou 2 horas e ele morreu. Estou tão triste que mal consigo dormi, o amor que tenho por ele é algo inexplicável já tive outros bichinhos, com meu Pypoca é diferente, não sei se foi por conta da mesma doença que também levou meu pai, e coincidência no mês de outubro a 3 anos. Meu coração está tão dolorido. mas me disseram que não posso ficar chorando sua morte, pois se não meu filhinho não via descansar. Só quero aqui deixar esse relato que uma forma para mim, de homenagear um ser tão importante para mim e minha família. Vou te amar para sempre meu Pypoca…meu Neguinho lindo.

    Curtido por 1 pessoa

    • Eu sei pelo o que estas passando, Jussara. Há bem pouco, sofri pela partida de nossas filhas de quatro patas. Acredite, a saudade será eterna. Por outro lado, esteja certa que, todos passamos pelo que precisamos e temos de passar… é a estrada, a trilha que percorremos pela evolução… com nossos amiguinhos (anjinhos de patas) não é diferente. Faça tudo o que estiver ao seu alcance para lhe aliviar os sofrimentos e até o último instante, lhe compartilhe amor, converse com ele… eles entendem muitas coisas. Saiba que ele sobreviverá e voltará a estar contigo sem qualquer mazela que o esteja afligindo nesse momento. Chegará o dia em que você o verá novamente e, assim, mais uma vez, a alegria entre vocês será plena. Que Deus esteja com vocês.

      Curtir

      • Ricardo, perdi meu amiguinho há apenas quatro dias. Ele estava velhinho, com câncer (metástase) ia completar 18 anos em 23 de março do próximo ano. Dei a ele toda a assistência médico-veterinária que me foi possível, mas de nada adiantou. Ele morreu nos meus braços, exatamente à meia noite do dia 05 deste mês de dezembro, estava ofegante, com dores, sentindo falta de ar, então eu disse a ele que podia partir em paz, que ele era meu filhinho querido e ele parou de respirar. Só me lembro de ter sofrido tanto quando perdi meu pai, há quarenta anos. Eu e meu cãozinho éramos inseparáveis, dormia comigo. Eu o enterrei no jardim de minha casa, em uma urna bem simples, para criança. Minha esposa o vestiu com uma roupinha de lã que ele ainda não havia usado em vida e eu coloquei uma gravatinha nele. Não sei o que fazer, choro dia e noite e sinto uma dor terrível no peito. Tenho procurado algum conforto na internet e Deus me guiou até este site. As palavras do Chico Xavier e também as suas me deram um certo alívio. Agora creio que os cães possuem alma e que o espírito do meu bebezinho permanece junto de mim. Obrigado por suas palavras, elas me deram conforto. Você é uma pessoa abençoada por Deus. Hamilton.

        Curtir

    • Meu mais lindo filho de 4 patas morreu no dia 19/10/2017,pior de tudo pra mim e que eu tive que mandar fazer a eutanásia, todos os dias de minha vida me culparei por isso,,ele estava em um estágio muito alto da cinomose e atingiu a neural,Deus e ele me perdoa por esse ato tao duro e mesmo covarde.

      Curtir

      • Jussara,deixe de pensar dessa maneira, na verdade vc foi extremamente corajosa e não covarde, ao permitir eutanásia em seu amiguinho. Afinal se a gente sofre tanto pela morte natural de nossos queridos amiguinhos, como eu estou sofrendo pela morte do meu “Toy”, que faleceu nos meus braços, imagino então o seu sofrimento com a eutanásia do seu cãozinho. O que você fez foi uma prova de amor incondicional e ele sabe disto e se sente agradecido por vc ter acabado com seu sofrimento físico. Um dia ele irá te agradecer pessoalmente, esteja certa disto. Muita paz em seu coração.

        Curtir

      • Vc foi de uma grandeza imensa, não se sinta assim! O seu amor prevaleceu sobre todo o egoísmo de querermos eles ao nosso lado, ainda que numa condição precária! Vc foi grande! Abç carinhosos

        Curtir

  4. No inicio da matéria diz que o cao desencarna e logo volta a encarnar em outro animal… Porém mais abaixo diz que pode ficar ao meu lado por 4 anos pra não sofrer… E agora terral esta aqui ou no ceu?

    Curtir

    • Amigo Paulo …saudações.
      As leis que regem a espiritualidade são diferentes das leis terrenas que se aplicam ao coletivo.
      ou seja cada caso (ou espirito) tem sua particularidade como os espíritos dos seres humanos muitas vezes partem e vivem um período na pátria espiritual outros retornam de forma quase que imediata.
      Outros ficam por aqui vagando.
      Isto tudo tem a regência divina (mistérios) e muito complexo.
      De uma coisa tenho a certeza (meu ponto de vista) o amor a forma fraterna que formou a equação da relação do seres e determinante no julgo de nosso pai celestial que nos da o livre arbítrio.
      ou seja o que plantamos temos que colher !
      Abraços Amigão.

      Curtir

  5. Ontem eu perdi minha fiel e companheira Mel, foram 12 anos de muita felicidade. Não tem um dia sequer que eu não tenha acordado sem pensar nela. Estou muito sofrida, hj está sendo um dia muito difícil, mas eu tenho a consciência de que eu a dei todo o meu amor.
    Só tempo pra acalmar nossos corações. Só entende quem tem animal.
    Esse texto me trouxe um pouco mais de paz.

    Curtido por 1 pessoa

  6. meu grande amigo foi embora , fazem seis meses , todos os dias olho á mi há volta e sempre sinto ele perto.Gostaria muito que ele voltasse …..a alegria e felicidade da sua alma me fez ser uma pessoa melhor….amar , respeitar e doar todo e completo carinho pela natureza.
    Nero querido você me ensinou muitas coisas , espero que o reencontro seja certo…

    Curtir

  7. Preciso compartilhar minha alegria, perdi minha cachorrinha no dia 01/07 /2016. Não conformada com sua morte busquei no espiritismo a resposta pela sua partida. No período de um ano coisas estranhas ocorreram em minha casa eu quase perco a vida uma doença surgiu sem explicação quase me levando à morte antes dela partir demonstrava comportamentos estranhos como se tivesse se despedindo de mim, achei que eu iria morrer, enfim a morte veio para ela e a cura para mim. Ela se foi para me salvar sabendo que um dia voltaria. Fui orientada que no intervalo de 2 anos ela voltaria pois bem desde sempre tenho um certo dom mediúnico apenas não desenvolvi. No dia 18/10/2017 tive um sonho onde uma pessoa conversava comigo através do olhar pedindo para que o acompanhace entrando em um certo lugar ali havia vários cachorros imóvel, (como se fossem empalhados) pediu para eu apontar qual deles estaria vivo, peguei uma entre duas pretinha no meio de 4 brancos. Esta pessoa me disse PARABÉNS VOCÊ REALMENTE SOUBE IDENTIFICAR SUA LAILA (este era o nome dela )ela está viva e voltando para você. Ontem 29 /10/2017 o destino casualmente me levou à uma pessoa que cria animais de raça para benefícios financeiros 😢dizendo que tinha duas cachorrinha para doar porque aparenta não ser poodle legítimo fui até aquele lugar para escolher. Somente hoje fui me lembrar do sonho… eles sempre dão um jeito de levar ela até você (essas palavras vieram do centro espírita )😀😀só um detalhe minha cachorrinha também era poodle pretinha. Obrigada à todos!

    Curtido por 1 pessoa

    • Gente. Como podemos ser tão egoístas a ponto de querer que nossos amigos animais retornem novamente na mesma condição de animais só para termos um conforto e podermos substituí-los?
      Não creio que seja assim. Creio na missão que cada um de nós tem que cumprir e assim deve ser também como os todos os animais.
      Por isso deixemos que sua alma siga em frente, livre para atingir outros planos espirituais até atingirem a aluminação.
      Com respeito e amor a todos os animais
      Rosana

      Curtir

      • Rosana, respeito muito seu ponto de vista mas não o compartilho. Penso que o desejo que temos de encontrar novamente nossos amiguinhos que faleceram não se trata de egoísmo, pelo menos não no meu caso. Sofro muito com a perda do meu amiguinho, pois o amava como se ama a um filho. Nunca o vi como um simples animal de estimação, mas como um membro da família, um filhinho querido. Então acho normal que eu queira revê-lo, ainda que apenas em meus sonhos. E não acredito que esse meu desejo esteja impedindo sua alma de seguir em frente, pelo contrário, creio sinceramente que o amor que dediquei e continuo dedicando à ele, o guiará até encontrar a luz. Amo demais todos os animais. Muita água e luz pra você.

        Curtir

    • O meu foi embora sexta, dia 01/12/17 . Doentinho, judiado. Tinha 11 meses! Deixou em nós um amor tão intenso, que não conseguimos parar de chorar!! Era a alegria da nossa casa, da nossa família! Era meu bebê!! Seu depoimento me dá esperanças de reencontrá-lo e viver um pouco mais com ele! Meu amor eterno!

      Curtido por 1 pessoa

    • Janisley, obrigado por compartilhar com a gente sua experiência e alegria de reencontrar sua “Laila”. Agora me sinto renovado de esperança de reencontrar meu querido “Toy”, amado filhinho. Obrigado e muita luz e paz em seu coração.

      Curtir

    • Nossa também estou sofrendo com a perda da minha Amy no dia 12 de outubro 2017 morreu nos meus braços. Espero que tenha a dádiva e o merecimento para tê-la novamente. A fé remove montanhas.

      Curtir

  8. Nosso Schnauzer faleceu quinta-feira dia 09/11/17 ia fazer 7 anos no dia 10/11. Estamos arrasados e inconsoláveis, passou mal de madrugada e foi internado não resistiu ao soro perdeu muito sangue enterramos ele no nosso jardim ontem pela manhã, choramos sobre o copinho dele gelado e sem vida. Estamos inconformados, tristes porque dormimos e acordamos e ele não está mais aqui conosco. Dormia encostado em nós na nossa cama. Qdo acordamos de madrugada procuramos por ele e ele não está e lembramos q ele se foi eu e meu marido começamos a chorar de madrugada. Estamos muito, muito tristes sentindo a falta do nosso filhinho que nos deu tanto amor.

    Curtido por 1 pessoa

    • Rosalba, conosco (eu e minha esposa) ocorreu o mesmo, mas em situação ainda mais sofrida. Nosso filhinho, um Poodle Toy, também de nome “Toy”, ia completar 18 anos em março do próximo ano. Estava velhinho, surdo, cego, mas até agosto deste ano, mesmo nessas condições, ainda vivia feliz ao nosso lado. Éramos inseparáveis, dormíamos todos juntos. Em setembro começou a urinar um pouco de sangue e após exames foi diagnosticado câncer em fase terminal. Nos últimos 15 dias de vida ele parou de alimentar pois tudo que comia vomitava, até mesmo água. Foi desidratando e no fim perdeu quase 2 Kg. Fizemos de tudo para salvá-lo, mas não foi possível, a medicação prescrita pelo veterinário apenas aliviava um pouco as dores do coitadinho. Sequer conseguia reter líquidos, nem mesmo soro fisiológico aplicado de forma intravenosa. Aí ele morreu nos meus braços, exatamente à meia noite do dia 05 para 06 de dezembro. Hoje faz apenas quatro dias. Enterramos ele no jardim de nossa casa, em uma urna bem simples, com uma roupinha de lã que ele ainda não havia usado e uma gravatinha dessas que os Pet Shop colocam após banho e tosa. Desde então tudo que fazemos é chorar a perda de nosso filhinho, nosso velhinho querido. Busquei conforto na internet e acredito que Deus, com pena de nosso sofrimento, nos guiou até este site, onde encontramos um certo conforto, principalmente nas palavras do grande homem e espiritualista Chico Xavier, que afirma que os cães e outros animais inteligentes possuem alma e seus espíritos evoluem. E acreditando nisto vou procurar adotar novo amiguinho. Creio que esta é a única forma de voltarmos a ter paz e sermos novamente felizes. Nunca mais, enquanto vivermos, ficaremos sem esses amiguinhos de quatro patinhas, que acabam se tornando nossos filhinhos. Abraços.

      Curtir

  9. Perdemos nossa cachorrinha ontem, 23/11/2017, estamos sofrendo tanto, foram 12 anos de muito amor, nossa pequena jhully deixou um grande vazio… Infelizmente hj e neste exato momento fico me perguntando porque, não consigo parar de pensar nela um só momento.
    Como doi tão forte, estes amores entram em nossas vidas e fazem parte de nossas familias, estou em pedaços pedindo a Deus para me ajudar a superar.

    Curtido por 1 pessoa

  10. Minha pequena, alegre e eterna companheira partiu ontem, a caminho do hospital, em meus braços… De repente, parei de sentir o coraçãozinho dela pulsando, parei de escutar sua respiração e ela ficou toda molinha em meus braços…
    Ao mesmo tempo em que fico em paz por saber que ela cumpriu a sua missão aqui em Terra, que está tendo seu descanso merecido e que partiu em meus braços, perto da família que tanto lhe deu amor… A dor é intensa… Eu a sinto por perto e, ao mesmo tempo, sinto um vazio dentro de mim… Foi horrível chegar em casa, encontrar as coisinhas dela espalhadas por todos os cantos e não encontrá-la mais. Foi muito doloroso dormir sem ter que disputar o meu travesseiro com ela… Dói muito não escutar suas unhas batendo no chão e não escutar seus ronquinhos. Dói mais ainda não sentir o calor do seu corpinho procurando o meu, durante a noite, para ter certeza que eu estava ali, ao seu lado… Hoje sou eu quem procura o seu corpinho quente e não o encontra… Vim trabalhar… Perguntaram-me se eu não gostaria de ir embora, se eu aguentaria continuar trabalhando o dia de hoje… Mas acho que é muito pior eu voltar pra casa e não encontrá-la ali, abanando o rabinho e fazendo festa.
    Ontem a noite, quando acendi a luz, quase pude jurar que ela estava lá, sentadinha, em nosso colchão, me esperando para dormir…
    Ela veio e salvou a minha mãe da depressão. Ela veio e me ensinou o que era o amor incondicional. Ela veio e ensinou ao meu pai o sentido da palavra saudade… Ela cumpriu a sua missão em Terra. Gostaria de não ser tão egoísta a ponto de não conseguir libertá-la (apesar de me falarem que ela está em paz e que o luto precisa ser vivido). Não compreendo o motivo de seres tão puros quanto esses estarem sendo preparados para virarem humanos, como nós… Humanos que sentem e fazem coisas positivas e muitas coisas negativas… A dor é imensa… A saudades é infinita… As lágrimas, simplesmente, escorrem… Tudo me faz lembrar dela… Tudo me faz querer vê-la novamente… Ela era o motivo de eu correr pra casa todos os dias, depois do trabalho ou da faculdade… Meu coração se foi com ela…

    Curtido por 1 pessoa

    • Larissa, faço das suas lágrimas as minhas. Meu Byllu partiu já faz alguns meses e até hoje sinto saudades. Você descreveu exatamente tudo isso que nos faz falta, os pequenos detalhes que hoje são enormes na saudade.
      Eu penso assim… eles nos fizeram felizes com seu amor incondicional e nós fizemos a nossa parte, dando carinho e amor até o fim, ou seria um novo recomeço?!

      Desejo paz em seu coração!

      Curtido por 1 pessoa

      • Oi, Paulo.

        Depois da partida da nossa Vida (era o nome dela), comecei a pensar, a ler e a estudar mais. Comecei a pensar na possibilidade dela voltar para o nosso lar e de como eu queria poder estar evoluída para recebe-la, no dia deste reencontro. Eu comecei a pensar que quero ser digna para que Papai do Céu a coloque, novamente, sob os meus cuidados, amor e ensinamentos. Sim, a partida dela com certeza significa um recomeço. A partida dela me fez querer melhorar.
        A verdade é que ainda dói muito. Mas a dor consegue ser aliviada (pelo menos um pouco) pois, todas as vezes em que pedi para encontrá-la, ela apareceu em meus sonhos: jovem, saudável e feliz.
        Aprendi algumas coisas com essa nossa separação… Aprendi que estamos na Terra para doar amor a todos os seres que aqui se encontram. Aprendi que nossos corações são fontes inesgotáveis de amor e que o amor incondicional pertencente a Vida será dela e somente dela… E que, por mais que doa muito quando passamos por essas situações, não podemos nos fechar para o amor… Não podemos deixar de amar outros irmãos menores por medo do sofrimento e da dor. Quando outro animalzinho vier para o nosso lar, ele terá todo o amor exclusivo e por ele merecido.
        Sabe?! Fui ao Centro Espírita no dia 28/11/2017 e, por mais que tenham me falado que os animais não estão mais reencarnando neste planeta pois estamos em fase de transição, dentro de mim, dentro do meu peito cresce um calor e uma certeza que me domina por inteiro e me diz que, sim, ela voltará para casa antes mesmo de terminar essa fase de transição.

        Desejo-lhe muito amor em sua vida e em seu coração. E, acima de tudo, desejo que dê ouvidos às coisas que seu coração está querendo lhe dizer. Por mais que existam doutrinas e espíritos de outros planos a verdade é que a salvação deste mundo sempre esteve dentro de nós… Assim como todas as respostas para as nossas perguntas que nos fazem perder noites de sono… Sinta!
        Muita luz e muita água para você…

        Curtido por 1 pessoa

    • Larissa, você com certeza é uma pessoa iluminada por Deus. Muito sábias e verdadeiras as suas palavras. Passei pela mesma experiência e sofrimentos que você, ainda com mais intensidade, pois meu amiguinho já ia completar 18 anos, estava surdo, cego, com câncer (metástase) e ainda assim permaneceu nos demonstrando sua amizade, sua lealdade e acima de tudo sua humildade, até o momento de sua morte, ocorrida em meus braços, no exato momento em que o relógio daqui de casa (um velho “Carrilhão” fabricado em Portugal) badalava 0:00-hora do dia 05 para 06 deste mês e tocava a “Ave Maria de Fátima”.
      Meu sofrimento, desde então, tem sido indescritível. Éramos inseparáveis, dormíamos e levantávamos juntos. Trabalho em casa mesmo, e meu amiguinho permanecia deitado em sua caminha sob a mesa do meu computador e ali ficava enquanto eu também estivesse. Quando ele levantava eu o guiava pela casa para que não trombasse nos móveis ou caísse em escadas e se machucasse. Te confesso que estou arrasado, desolado, inconformado com sua morte, embora agradeça a Deus por ter proporcionado à ele uma vida relativamente longa e igualmente tanta felicidade que proporcionou a todos aqui em casa, especialmente a mim. Eu o enterrei no jardim aqui de casa, numa pequena urna, bem simples, com uma roupinha de lã que ele nem chegou a usar e uma gravatinha dessas que os Pet Shop´s colocam nos cães após banho e tosa. Sinceramente não sei o que fazer para amenizar meu sofrimento, já são 4:00h. da madrugada e eu estou aqui na internet buscando algum conforto. Acredito que Deus me guiou até este site, me mostrando que outras pessoas também estão passando pela mesma dor, inclusive você. O que me conforta um pouco, Larissa, é o amor imenso que eu dediquei ao meu amiguinho, e todos, sem exceção, inclusive o pessoal da Clínica Veterinária, afirmam que ele só viveu tanto tempo graças aos meus cuidados e ao amor que eu dediquei à ele, quase tão incondicional quanto ao que ele me dedicou. Para aplacar minha dor estou pensando em dar um tempinho e logo logo adotar outro amiguinho. Não vou conseguir sobreviver sem um amiguinho de quatro patinhas junto de mim. No mais, a gente vai se ajudando uns aos outros. Muita luz em sua caminhada e paz em seu coração. Hamilton

      Curtir

  11. No dia 20 de novembro perdemos nosso companheiro Fred, um poodle de 14 anos e 8 meses.
    Ele era a alegria de nossa família, sempre foi doce e muito amoroso, deixou um vazio imenso na nossa casa e na minha vida! Penso nele todos os momentos do dia, está muito difícil lidar com essa ausência.
    Rezo muito e peço a Deus que ele esteja bem e que apareça nos meus sonhos. Acho que seria uma maneira que acalentar meu coração!

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi, Vanessa.

      Lamento muitíssimo por essa separação e eu entendo completamente a dor que está sentindo pois eu também a sinto neste momento… A minha irmãzinha peludinha de quatro patas, Vida, se foi no dia 27/11/2017. O nome dela não foi escolhido por acaso: ela ressuscitou o nosso lar, salvou a vida de minha mãe (que estava em depressão grave) e nos ensinou coisas que não são aprendidas através da leitura de livros e textos… Sim, dói muito… Dói muito ver o espaço que está sobrando em nossa casa, em nossas camas e travesseiros… A dor é constante.
      Eu também peço para vê-la em minhas orações… E na quarta e quinta, ela apareceu, jovem, saudável e feliz…
      Quando eu oro, peço com TODO o meu coração, ao Papai do Céu (que Ele permita o nosso encontro), ao meu Amado Mentor (para que me guie em direção ao local em que ela se encontra) e à Vida (para que ela venha ao meu encontro de bom grado, se assim desejar). É um pedido feito com todo o amor que consigo sentir e exteriorizar. E é um amor que esquenta a alma e acalma o coração. Para mim tem dado certo essa maneira de pedir… Espero que continue funcionando (ou que, se de repente parar de funcionar, seja por ela estar voltando ao lar).
      Sobre ele estar bem… Muitos me falam que o desencarne de animais é diferente do nosso. Que as entidades zoofilas vêm buscá-los e que, na hora do desencarne, “puff”, eles pulam pra fora do corpo físico e já são levados para as Colônias de Animais. Falaram-me que a Vida está bem lá na Colônia e que está saracuteando por lá. Se é verdade, eu não sei… Mas a grande questão é que eu sinto que ela está bem, feliz e sem dor. Agora, e você? O que sente em relação ao Fred? O que o seu coração lhe diz?

      Muita água e luz para você e sua família.

      Curtido por 1 pessoa

  12. Perdemos nosso Titi ontem.
    Um shitzu lindo de apenas 11 meses.
    Está sendo muito difícil pra nós todos.
    Descobrimos que ele já nasceu com os rins comprometidos.
    Os rins não acomparam seu crescimento e pararam de funcionar, comprometendo outros órgãos.
    A lição que ele nos deixou a de amar…..
    Como agradeço a Deus por colocar no caminho da minha família um ser tão puro e carinhoso.
    Estamos num momento muito profundo de luto e dor. Um imenso vazio….. mas temos fé em Deus que isto será amenizado.
    Quem sabe um dia se formos merecedores e gente se encontra novamente e porque não vivermos tudo novamente e com mais intensidade ainda….

    Curtido por 1 pessoa

  13. Neste momento estou sofrendo demais, meu nene, Lipi, um poodle de 15 anos se foi. A dor da separação é imensa, mas eu estava preparada para que ele descansasse, viveu bastante e também sofreu, tinha convulsões desde os dois aninhos, mas sempre estive ao lado dele, quando ele sentia que ia ter uma crise, vinha para perto de mim, e eu o segurava, acariciava, conversava com ele até que passava a crise. Nos últimos meses ele não estava tendo mais convulsões, apesar dos problemas da idade, visão, dores no corpo, ele estava bem, vivia feliz, há duas semanas parou de comer, tentei tudo, mas ele não comia, levei o ao veterinário e fez exames que mostraram um problema nos rins, estava preparada para fazê lo descansar e acabar com o sofrimento, mas o veterinário me deu uma esperança, disse que com o tratamento ele teria chance, voltaria a comer e ficaria conosco por mais um tempo, fiquei animada e cheia de esperança. Porém, tinha viagem marcada para o dia 13, estava tudo pronto para viajarmos e eu já tinha acertado com uma amiga que é petsitter para cuidar dele em casa, pois sabia que ele não aguentaria uma viagem longa, mas o veterinário disse para deixá lo na clínica, ali ele teria toda assistência, então deixei, certa de que estava fazendo o melhor por ele e de que ele voltaria para casa. Ontem, 15/12, o veterinário ligou dizendo que ele não aguentou…estou com o cocoração doendo demais, sinto minha consciência pesada por ter viajado e deixado ele doente, 15 anos juntos e na última hora, quando ele mais precisou de mim, eu não estava com ele…nem sequer me despedi quando deixei o ns clínica, pois tinha certeza que voltaria para busca lo, somente disse para que ficasse bem que eu logo o buscaria, mas agora não posso mais ve lo, não o enterrei, não me despedi, penso que ele desistiu de lutar pela vida pois se sentiu abandonado… só queria poder ter estado com ele uma última vez para dizer que o amo imensamente, sempre vou amar, e não o abandonei, fiz o que acreditava ser o melhor para ele, muita dor!!!!

    Curtir

  14. Pessoal, perdi meu gato Nick de 8 anos há alguns dias, foi dia 13/12/2017. Nesses 8 anos não teve uam noite em que não dormíamos abraçados na cama, tínhamos uma ligação muito forte e eu N podia nem pensar em perder ele. há mais ou menos 1 ano e pouco adotei outro gatinho, o Terror, um siamês muito espoleta, os dois desenvolveram um amor de outras vidas também, sempre juntos. Quando eu acordava com o Nick abraçado em mim e o Terror nos pés pensava que todo meu ouro estava ali. Porém semana passada um belo dia acordei para trabalhar, dei mil beijos no Nick antes de sair da cama e quando voltei apenas o Terror veio me receber, ali eu já senti antes mesmo de ver o corpinho do Nick estendido no chão, surtei…. foi o pior dia da minha vida, foi do nada, ele estava bem…suspeita de ataque cardíaco. Fiquei 3 dias chorando sem parar, sem acreditar, uma dor que parece sufocar…porém me dei conta que tenho outro filhinho, que passava 24 horas ele desde que chegou lá em casa, que nunca ficou sozinho e é por ele que estou tirando forças pra dar o máximo de carinho. Acho que o Terror vê o Nick pela casa, e sinto ele tão perto… apesar da tristeza eu sei que um amor tão forte, tão grande não acaba assim, seja em outro plano, seja através de reencarnação e sei que onde ele estiver não que me ver triste. Ele me ensinou o maior amor que alguém poderia ter me ensinado…

    Curtir

  15. Eu perdi minha filhiinha Samantha dia 23 de dezembro de 2017. Ela tinha feito 13 anos em novembro. Era uma daschaund. Teve um câncer violento no figado. Operou dia 18, mas o que sobrou do figado não foi suficiente para ela viver. No sábado estava muito inchada e os médicos pediram para abri lá para tentar salvar lá. Só que quando abriu tinha mais órgãos tomados. Então tomei a mais difícil decisão da minha vida e pedi para deixarem ela partir. Ela não merecia sofrer. Eu choro muito de saudades e só espero que onde ela estiver, esteja bem. Era um anjo para mim. Ver os funcionários do hospital chorando comigo, dizendo que ela foi uma guerreira até o fim, eu nunca vou esquecer. Espero que ela esteja passeando com o papai dela que também partiu a quatro anos. Ler a experiência de vocês me dá um pouco de conforto. Que Deus dê paz a todos nós.

    Curtir

    • Perdi minha Belinha no dia 25 de maio deste ano também com 13 anos. E assim, Rosangela, eles vivem pouco, mas o amor que deixam é tão grande que nos marcam até o fim de nossas vidas. É muito difícil olhar para o cantinho que eles gostavam, lembrar de detalhes que a convivência traz… enfim… saiba que você não sofre sozinha. Fique com Deus.

      Curtir

  16. Perdi minha filha Mimi na sexta-feira, foram quase 12 anos juntas. Os melhores anos da minha vida, espero um dia ter oportunidade e o merecimento de encontra-la novamente. Mas continuamos juntas, ligadas por algo mto mais forte que é o amor. É esse amor q me conforta e a certeza de que um dia estaremos juntas novamente.

    Curtir

  17. gente , perdi meu melhor amigo que ja tive nessa vida ,se chama boomer um basset hound de 10 anos estou muito mal, sabe saio nos lugares que ele gostava vou sozinho mas parece ou faço de conta que esta junto comigo mas fiquei contente de saber que ele fica com nos mas de 4 anos ainda ,…..meus sentimentos a todos que perderam seu melhor amigo…………

    Curtir

  18. Gente, ainda bem que encontrei aqui para desabafar um pouco. Pois estou sem chão desde dia 31/12/17
    perdi meu dooby, meu companheiro de todas as horas, carinhoso, alegre, tudo de bom , o pior de tudo isso e que me sinto culpada, ele estava na casa da minha vó porque eu e minha mâe viajamos (eramos só nos 3) e infelizmente meu primo atropelou ele 😦 Desde a hora que recebi a noticia só sei chorar ! ontem quando cheguei em casa e não vi ele entrei em desespero . Quando vi as roupinhas ração do jeito que ele deixou pelos por toda a casa ! nao pude nem se quer despedir do meu melhor amigo ele sempre dormiu com agente e um dor que não estou conseguindo controlar de tão forte ele era um pinscher lindo marrom olhos clarinhos o que vou fazer sem ele ?? peço a Deus para me ajudar porque dei todo amor deste mundo para ele muito cuidado espero que um dia ele volte pra mim ….
    se alguem conversar,ou desabafar porque também perdeu um amiguinho mandem um email ana.camilo@live.com

    Curtir

  19. imfelismente eu tinha um cachorrinho vira lata com pudor chamado tor pretinho eu tinha me separado ha 2 anos minha filha pego esse cachorro pra ela mais no primeiro dia que esse cachorro me viu veio correndo ao meu emcontro e nunca mais a fastoçer de mim ele ia com migo a qualque luga com migo eu amava como um filho um dia ele foi atrpelado eu quaze morri de saldade e tristesa com ezatos 7 meses me apareçeu outro igualsinho ao tor a cor tamanho porte por imcrivel que pareça esse outro cachorrinho tem todos os abitos igualsinho o tor olho pra ele e vejo o tor as veses me comforto mais as veses a saldade e as le.brancas sáo tantas que chego a xora

    Curtir

  20. Tenho um filho biológico, e duas filhas de quatro patas!!
    Perdi HANNA, no dia 02/01/18 desde então, não consigo ficar sem chorar um dia, estou sentindo uma dor insuportável!!!!
    Eu e meu marido, decidimos crema-la p/ guardar as cinzas dela, e tb termos ela conosco!!!

    Curtir

  21. Eu tinha uma cachorrinha Pituca por 12 anos, faria 13 em março…. a 3 meses ela começou a ficar muito estranha, fazia muito xixi, bebia muita água e mal saia da cama, não brincava mais, não pulava, não era a mesma, levei em 1 veterinário que disse que ela tinha câncer e provavelmente metástase pois tinha um caroço grande na mama, queriam operá-la por estética pois não teria como fazer químio sem judiar mais dela. Fui em outro veterinário, disse que ia tirar o caroço, castrar e limpar o tártaro e ela ficaria boa, também virei as costas e achei que estavam todos loucos, pois ela era muito frágil e até os 7 anos tratava ela com um veterinário que sempre me dizia que não dava nem para fazer o tártaro pois ela não aguentaria a anestesia. Bom, dia 29/12/2017 ela não levantava da cama nem para fazer xixi, tava toda urinada e mole, corri para uma clínica 24hs e lá conheci um veterinário de verdade, ele olhou para mim, para a Pituca e ficou enlouquecido vendo o estado dela, acho que chegou a pensar que eu judiei dela, mas depois contei todas minhas idas e vindas de outros vets e ele foi acalmando, em 5 minutos de consulta ele saca um aparelho que me glicemia e pum, ela tava com High, ou seja, mais que 600, estava diabética…ela ficou na clinica até dia 4/01/18 internada, eu fui em todas as visitas, tinha dias que não estava trabalhando como dia 31/12 que passei o dia todo lá, lambendo minha pequena. Voltei com ela para casa dia 4 e tava cuidando dela como um recém nascido, dando insulina a cada 6 hs, colocando para comer, levantando ela para fazer suas necessidades, e ela foi melhorando até que dia 8/01 dei jantar para ela as 20hs e fui deitar exausta, coloquei o alarme para meia noite para fazer a insulina. Quando estava pegando no sono minha mãe grita …fui até lá e ela estava se retorcendo, parecia engasgada, não respirava direito, coração acelerado… fui para a clinica voando, Quando cheguei ela fazia muita força para respirar e o coração a mil…deram uma injeção para diminuir a crise, ela ficou melhor mas 15 minutos depois voltou tudo, glicemia tava 389, baixa para quem estava a 9 dias com 595 a mais baixa, ela começou a ficar roxa roxa roxa e olhando para mim, eu conversei com a médica e ela disse…eu sou a ultima a pensar em eutanásia e você sabe disso, só que ela está sofrendo, não teve melhora e vem piorando, o organismo dela tá todo descompensado, e não aguento mais ver você chorando e a Pituca sofrendo, o que você decidir eu farei, ou ela vai para o oxigenio e vemos até quando ela aguenta, ou você fica olhando ela agonizando ou você acaba com esse sofrimento, está nas suas mãos. Eu acabei com o sofrimento dela, ela me lambeu lambeu e se foi olhando para mim, mesmo cega e surda este dia ela me encarou. Eu não paro de chorar desde a meia noite de segunda para terça, tenho vontade de morrer, me sinto uma assassina, com uma culpa gigante, venho trabalhar arrastada, escutei o choro e latido dela esta noite e aí caí na real, to a base de calmantes. Sou espírita, até vi ela caminhando com meu avô num jardim lindo, mas acho que estou enlouquecendo…se matei ela, como posso achar que está bem? Como posso ter tirado a vida dela? Como fui cruel!!! Mesmo ouvindo que fui corajosa, não acredito…pois no espiritismo ninguém tem o direito de tirar a vida de nínguém. Por favor, alguém me ajuda porque estou pirando e só tenho vontade de dormir e uma dor que nunca senti antes, nem quando perdi entes queridos..

    Curtir

    • Oi Andrea, que dureza. Minha historia ta bem abaixo da sua e é meio parecida. Tbem estou desesperada e me sinto culpada e nao quero acreditar que isto ta acontecendo e que meu Fred vai voltar pra casa.Mas hoje a urinha com as cinzas dele, pois ele foi cremado, chegou aqui em casa, Ja pedi perdao a ele, ja agradeci a Deus pq ele existiu na nossa vida. Mas o coracão nao para de doer minha querida. Se conseguir alguma forma de alivio pra isso por favor me avise. Abracos, Deus abençoe.

      Curtir

  22. Perdi meu filho terça feira 9/01/2018. Estou despedaçada, não paro de chorar, ele era o meu bbzinho. Tinha acabado de fazer 2 anos, o que me alegra é que foram dois anos de muito amor, carinho, companheirismo, mas essa saudade está me machucando demais, eu quero ser forte pra ele ficar bem, mas as lembranças do último suspiro, da angústia dele estão acabando comigo. Eu fiz tudo o que pude. Passei a noite toda com ele no colo de domingo pra segunda esperando o dia amanhecer para levá-lo ao veterinário, meu filho era um coelho, por isso tivemos que esperar por um especialista, mas de nada adiantou e meu bbzinho me deixou. Não durmo direito pensando nele, me ajudem por favor, o meu coração está despedaçado. Filho eu te amo e vou te amar eternamente, muito obrigada por esses dois anos de muito amor e companheirismo. Eu continuo conversando com vc, pq eu sei que está ao meu lado, me perdoe não te pegar no colo agora como eu sempre fazia, eu não te vejo mas te sinto e daria tudo pra te pegar e ficar Chamegando vc como sempre fiz. Te amo muito meu bb peludo♥

    Curtir

  23. Oi gente, eu vivo na Inglaterra com meu mario que conheci aqui, mas é portugues de nacionalidade, meu filho de 9 anos e meus filhos de 4 patas, Ricky de 10 anos e meu mais velho, o Fred que iria fazer 13 anos em abril, mas infelizmente morreu do 1o dia deste ano de 2018. Os 2 são yorkies miniaturas. Tenho chorado todos os dias, de olhos abertos ou fechados vejo meu Fred a todo momento. Nao consigo dormir, só se for com remedio. Mal consigo trabalhar e nao sinto mais alegria em nada. Fred era especial, pois ele veio pra nós com uma deficiencia, era quase mudo, nao podia latir bem, mais parece que miava. Mas em compensação sua audição era mto mais agussada que a de outros cachorros. Fred nasceu aqui na Inglaterra e diziamos que ele era 1 verdadeiro Lord, pois nunca quiz saber de brincar com brinquedos e desde cedo ja era mto serio e inteligente. Viajava comigo e meu mario pra todos lugares, pois eramos só nos 3 aqui, sem familia por perto. Iria trabalhar conosco, iamos almoçar em lugar que aceitassem animais etc. Um dia resolvemos ir morar no Brasil e ele claro não poderia ficar pra traz. Ja havia ido a Portugal conhecer a familia de meu marido e todos sempre o tratavam como da familia e lhe davam mto afeto. Deste tempo que moramos no Brasil ( 3 anos) nasceu 1 filho dele, que vive aqui conosco e só depois nasceu meu filho. Entao eles sempre continuaram a respeitar eu e meu marido como seus donos (pais) e obedeciam, mas nunca tiveram o mesmo carinho e respeito pelo meu filho. Ha 3 anos atras Fred teve uma hernia e teve que ser operado, dai descobrimos que o coraçãozinho dele era 1 pouco maior que a cx toraxica e os tubos de rspiração mto estreitos. A cirurgia correu bem, mas os veterinarios aconselharam que se procurasse 1 especialista para uma cirurgia mto delicada nos tubos, que poderia funcionar ou nao, ele poderia aguentar ou nao, pois ja ti nha 9 anos. Esta cirurgia custaria mto caro, pois sao poucos os especialistas aqui e os hospitais publicos nao tem esse especialista. Infelizmente nossa situação economica nao nos permitiu fazer isso, o seguro que na epoca ele tinha deixou passar o prazo pra nos dizer que ele deveria fazer a ciriurgia, pra fugiram de pagar. Marinheiros de 1a viagem com seguros, entramos bem, dai resolvemos cancelar o seguro que era 1 valor bem elevado, ainda mais pagando para os nossos 2 meninos. No começo de dezembro de 2017, vendo meu Fred mancar um pouco fui olhar ele por baixo, e infelizmente encontrei outra hernia.Moramos perto de um hospital publico de animais e entao meu marido correu com ele pra la e apos exame o vet disse que era caso de outra cirurgia pois a hernia poderia mata-lo e aconselhou que fosse feito a castração pra se evitar que aparecessem mais hernias. E assim foi feito uma semana depois. Ele passou o dia no hospital e veio pra casa no fim da tarde, com anticioticos e antinflamatorios pra tomar e assim o fizemos. 2 dias depois começou a sangrar e cheirar mal a cirurgia e tivemos que correr com ele pra la de novo. Ele teve uma infecção e teve que ficar internado 4 dias e nao queria comer. Elenunca comia qdo nós nao estavamos em casa, mas corria pra comer qdo chegavamos. O veterinario nos ligou e eu fui ate la e ele queria me convencer que a mellhor coisa era “por ele pra dormir” (put him to asleep) como eles dizem aqui. Nao entendo como pode ser tao normal pra eles, vets, que deveriam salvar vidas, querem parar uma vida. _Ah ele ja viveu bastante, esta na hora de ir. Eu disse -nao, ele ainda quer viver e eu posso tentar dar comida em casa. Apos tentar convencer meu marido sem sucesso tbem, pois dissemos a ele que nao aceitavamos a euthanasia, o vet entao resolveu libera-lo pra vir pra casa. O nosso Fred veio entao dia 21/12 mas nao queria comer, mas o alimentavamos com seringa de 2/3 hs e ele tomava mta agua e ainda andava um pouco pela casa, ate escadas ele desceu sem eu ver. Nos e ainda procurava pra carinho, e viamos que ele estava em paz, por estar em casa conosco, ja aceitava o carinho do meu filho, mas ja nao tinha entusiasmo. No dia 30/12 ele ja nao queria mais ir tomar agua e comecou a nao querer engolir a comida. No dia 31/12 corremos com ele pro hospital, outra vet, mais remedio e ele voltou cosco pra casa. Mas a noite ja nao para mais em pé, nao comia, nao levantava e de novo corremos para o hospital e la ele ficou, na noite de reveillon. Eu e meu filho choramos mto e pedimos tanto a Deus pra ajuda-lo. Meu filho entrou em desespero como eu. Bom as 2 da manha fomos dormir ou tentar pelo menos. Mas logo as 9hs recebemos ligacao do hospital dizendo que ele havia piorado e que fossemos pra la. Nao queria acreditar qdo o vimos, ja nao levantava a cabeça, como fazia qdo nos via, mesmo se estava doente e seus olhos ja nao abriam mais, ja quase nao conseguia respirar e nos tivemos que a vet poderia perminar com o sofrimento dele. Ai como foi dificil. Ela nos deixou sozinho com ele e eu pedi perdao pq nao tinha mais o que fazer pra ajuda -lo. Eu sai, pois nao aguentaria assistir este momento, mas meu marido ficou segurando a patinha dele. Ai eu me sinto tao culpada, nao consigo parar de pensar, porque nao levei ele pra outro vet, pra outro hospital, nao passei mais tempo com ele em vez de trabalhar, pq nao fomos mais a rua, nao porque nao o abracei mais????? Desespero e hoje recebemos a urninha como o nome dele e as cinzas que pagamos pra ter. Sou catolica e estava procurando saber o que acontece com os nossos patudos qdo nos deixam e mais ainda chorei qdo vi que eles nao acreditam que o eles tem alma e nem que vao pra perto de Deus. Tenho amigos espiritas que gosto mto e tbem tenho grande admiração por Xico Xavier, qdo entao encontrei vcs e seus comentarios e me identifiquei e senti vontade de partilhar minha dor . Obrigado pela atençao e agradeco a qquer comentario que possa me ajudar neste momento que nao consegui ainda aceitar.

    Curtir

    • Flavia, sinto muito pela sua perda! Realmente é muito difícil, ainda não consegui me recuperar, venho trabalhar arrastada, acordo assustada achando que está na hora da insulina e aí lembro que ela não está mais, que a matei….me sinto um lixo, mas todos em casa dizem estarem orgulhosos de mim pois pensei nela, mas será que se eu levasse para casa não teria curado ela? Vivo me questionando…só que pensando friamente, ela nem levantava da cama, dormia em cima da fralda porque não conseguia levantar para fazer xixi….quando eu souber a cura para esta dor, compartilho com você!!! Reza muito é o que eu faço…rezo até pegar no sono!!

      Curtir

      • Andrea, não se culpe pela sua decisão. Eu penso assim…O que você fez foi para abreviar o sofrimento do animalzinho, seriamos egoísta em pensar apenas em nosso sofrimento e deixa-lo sofrer apenas para ainda continuar ao nosso lado.
        Eu tinha dois “Cãopanheiros” de todos os meus momentos, no ano passado um deles virou uma estrela e a semana passada perdi o outro. A casa está vazia sem a alegria e sem as companhias dos meus amigos.
        Está sendo difícil, não tem um dia que não penso neles e quando vejo as fotos é triste ver que eles não estão mais aqui. O que me conforta que eles estão em um lugar maravilho e espero um dia retornar a vê-los nessa ou em outra vida!
        Fique em Paz!

        Curtido por 1 pessoa

  24. Meu Deus!! Como é difícil perder um amigo de quatro patas! O meu Bagú sempre foi um cachorrão forte, um viralatão doidão, nunca ficou doente! Nunca!! Em 10 aos de convivência nunca precisei leva-lo ao veterinário por doença! Até que em meados de novembro/17 apareceu um nódulo na mama dele, inflamado. Levamos ao veterinário, começou o tratamento para desinflamar e ai sim operar. Combinamos com o veterinário que no dia da cirurgia ele iria também castra-lo. Mas acontece que ele tinha um dos testículos que estava interno. Então no dia da cirurgia ele tirou o nódulo da mama, tirou o testículo interno e abriu o abdomem! Terminou a cirurgia, e ele nos explicou que, no abdomem havia uma massa que não foi possível detectar se era o testiculo envolvido ou outra coisa. Colheu material para exame. Nesse meio tempo o meu cão se recuperou da cirurgia, estava bem, comendo, correndo, brincando… super normal. Atá há umas duas semanas atrás quando tudo o que comia voltava. Ração, vomitava, água vomitava. Notamos um aumento do abdomem dele. Fizemos exames, ultrassom demonstrou uma peritonite (infecção no abdomem). Como ele estava com um aumento do abdomém, precisaria da cirurgia. Mas tratamos a infecção dele durante um tempo e quando ele ficou mais firminho, o veterinário resolveu fazer a cirurgia. A cirurgia foi nesse dia 12/01/18. O veterinário abriu e levou um susto. Tinha uma massa que estava aderida ao intestino, ao estomago. Essa massa estava tomando 60% da cavidade abdominal dele. Mesmo assim ele insistiu e conseguiu tirar, um tumor de uns dois quilos…. Mas o meu Bagú não resistiu. Teve duas paradas cardiorrespiratórias e se foi!! Estou me sentido péssimo! Tenho sentimento de culpa! Parece que não deveria ter mandando castrar…. No dia da cirurgia ele estava tristinho, não queria ir… Parece que estava prevendo o que ia acontecer!! Esperei ele ser pré sedado e o deixei para a cirurgia. Agora fico pensando: será que não se sentiu abandonado? Será que ele sabia o quanto era amado? Será que ele não foi embora triste com a gente por leva-lo tanto ao veterinário? Só queria saber que ele foi embora na paz…. Como dói!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s