6 mitos Sobre o Espiritismo

VM

Resolvemos fazer uma pequena lista de mitos que contam sobre o espiritismo para ajudar aqueles que começaram a buscar mais sobre esta maravilhosa doutrina. Como toda religião/doutrina, criam-se mitos por desconhecimento que levam a crer que o espiritismo mexe com magia e folclore. Nesta lista resolvemos citar 6 mitos muito comuns sobre o espiritismo, apregoados por pessoas que tem pouco ou nenhum conhecimento sobre a doutrina e acabam se espalhando dentre todas as pessoas que não estudam a doutrina:

1 – Espiritismo, umbanda e candomblé é tudo a mesma coisa.

Como já abordamos no nosso artigo Sobre as diferenças entre as três religiões, o espiritismo não é a mesma cosia que umbanda e candomblé. Cada um desses 3 são expressões religiosas focadas em ensinamentos espiritualistas. A diferença é justamente na base ideológica. O espiritismo é baseado na doutrina trazida por Allan Kardec, através dos médiuns em comunicação com os espíritos. A umbanda e o candomblé tem suas raízes em antigas crenças africanas e por possuírem uma base de crença semelhante ao espiritismo acabam sendo colocadas na mesma panela. Leiam mais sobre as diferenças entre as 3 religiões neste artigo.

2 – Os médiuns cobram consulta.

Outra duvida frequente é se os médiuns cobram consulta. Veja bem esta dúvida é compreensível visto que se confunde o espiritismo com qualquer braço espiritualista de religiões. Acredita-se que médiuns são ciganos que fazem trabalhos por encomenda, etc. Bem aqui deixaremos claro que qualquer casa espírita, ligada a federação espírita e principalmente ligada a Allan Kardec não pratica de forma alguma da cobrança de qualquer tipo por trabalhos mediúnicos. “dai de graça o que recebeste de graça” é o lema do médium sério e responsável. Qualquer médium que estiver cobrando por atendimentos espirituais está se comprometendo com a lei divina. Os centros espíritas não cobram nada, não possuem dízimos e qualquer contribuição dos frequentadores para auxiliar à manutenção da casa deve ser voluntária.

3 – O espiritismo faz trabalhos (Comumente chamados de “macumba”).

Outro mito criado pela dúvida do mito 1. Ao confundir o espiritismo com outras crenças religiosas espiritualistas africanas, muitos acreditam que o espiritismo faz trabalhos como despachos e rituais típicos de religiões de raiz africana. Cada crença tem sua forma para realização de sua adoração ao divino. Algumas fazem rituais, outras missas, outras cantam louvores. Nenhuma forma de adoração é errada, desde que não fira as leis de Deus. Cada religião tem seu procedimento diferente para religar a alma a Deus. No espiritismo o “ritual” mais comum é a oração. A prece para o espírita é a energia mais poderosa que a mente humana é capaz de criar pois vem do fundo da alma uma mistura de sentimento, vontade e fé. No espiritismo os rituais não existem, não há a necessidade de vestes especiais, de objetos específicos nem de locais necessários para que o homem se ligue a Deus. No espiritismo muito menos existem “trabalhos” feitos para o mal pois no espiritismo não existem “trabalhos” de nenhuma espécie. O único trabalho existente dentro do espiritismo é o de caridade para com o próximo, evolução através do conhecimento de si mesmo e elevação moral através da reforma íntima.

4 – O espiritismo pode prever o futuro.

Com o advento da comunicação com os espíritos, tornou-se cada vez mais comum a previsão de futuro através de instrumentos mágicos, leituras de mãos, etc. O espiritismo é ciência,religião e filosofia, com isso não é dado a crenças infundadas sem o caráter científico por trás do fenômeno. O futuro segundo os espíritos é dinâmico em seus detalhes. Sabemos o que vai acontecer num contexto geral, mas quando, onde e de que forma é impossível saber pois o livre-arbítrio das criaturas pode ser um complicador ou um aliviador das penas futuras bem como dos gozos futuros. O que sabemos é que a terra irá evoluir e que TODA criatura viva está fadada à perfeição, seja amanhã ou daqui a milênios. Todos irão do átomo ao arcanjo. essa é a lei divina. Então as pessoas que vendem consultas dizendo prever o futuro são charlatãs? sim, em geral porque usam de má fé para enganar pessoas que estão num momento sensível de sua vida. Nem os espíritos superiores nos revelam tudo que está para acontecer, imagina espíritos que se envolvam com médiuns desviados que cobram por serviços de sensibilidades que receberam de graça?

5 – É obrigatório o uso de roupas brancas no espiritismo.

Este é outro mito porém bem fundamentado. Existe na ciência o estudo das cores que indica hipóteses de ligação entre as cores e fenômenos físicos e psíquicos. Segundo a espiritualidade a energia ultrapassa qualquer cor, não havendo assim necessidade alguma de uso de cor branca para facilitar a troca de energia. Porém para a cromologia e os estudos mais exotéricos, a cor mais clara facilitaria a troca de fluídos. Tal ideia faz sentido porém não é absoluta. Pensar assim nos faria crer que , por exemplo, um espírito não poderia nos transmitir energia pro haver uma parede entre nós e ele. A energia atravessa carne, concreto, pele, roupas. Energia emanada é transmitida e vibra na alma. Por isso é desnecessário o uso de roupas brancas para facilitar a troca de energia assim como é desnecessário abrir a garrafa para fluidificar a água, assim como é desnecessário que o espirito esteja no mesmo quarto que você para lhe transmitir a energia dele.

6 – Todo espírita vê espíritos desencarnados.

Este mito do “entrou para o espiritismo e passou a ver gente morta” não é tão infundado assim, porém não é absoluto. O que acontece é que, com certa frequência, Algumas pessoas depois de um tempo na doutrina estudando e se aperfeiçoando acabam desenvolvendo a sua mediunidade. Isso ocorre pois todos somos médiuns em graus diferentes de sensibilidade. Uns muito sensíveis conseguem, ver, sentir, tocar, ouvir e falar com os espíritos. Outros menos sensíveis conseguem percebe-los como sensações porém sem nenhum entendimento sobre. A mediunidade é missão para o espírito junto à lei divina de ação e reação bem como fonte oportuna de trabalho no bem. Por isso acontece com certa frequência da pessoa trabalhar na casa espírita por anos e acabar “se tornando” médium. Porém, existem pessoas que não possuem a necessidade e nem necessitam desta oportunidade e acabam não desenvolvendo a mediunidade mesmo que trabalhando a vida inteira numa casa espírita.


Esperamos que o esclarecimento desses mitos seja um importante passo para ajudar aqueles que vem aqui para conhecer a doutrina espírita pela primeira vez e buscam saber além do que se fala por ai desta maravilhosa doutrina. Muitas vezes por desconhecimento, preconceito e uma série de outros fatores certas falácias sobre o espiritismo são perpetuadas popularmente de forma a criar uma falsa ideia do que realmente é a nossa querida doutrina; Um brilho de esperança na alma desejosa de se tornar melhor.

 

Muita paz!

Anúncios

Um comentário sobre “6 mitos Sobre o Espiritismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s