A Crise Política do Brasil e a espiritualidade

promo-og

A crise política no brasil tem sido grande catalisador de todo tipo de polêmica na sociedade e isso tem causado inclusive comunicações espirituais de guias de renomadas casas espíritas nos convocando à calma e ao pensamento cristão antes de tudo. Afinal, como o espírita deve encarar a situação complicada que se encontra o debate democrático no brasil?

Inicialmente gostaria de salientar que este artigo é desprovido de qualquer posicionamento político-partidário e visa tão somente a reflexão espírita, baseada nos preceitos doutrinários cristãos-espíritas. Dito isso imaginemos a pintura do atual sistema político brasileiro. Vivemos em um estado onde as riquezas naturais misturadas com o ambiente de harmonia evangélica tem sido alvo constante de abalos sociais gravíssimos.

Diariamente somos bombardeados de novas notícias entristecedoras e as vezes até mesmo chocantes sobre quanto o debate democrático no Brasil tem sofrido inúmeros golpes ao longo dos anos.

Somos a pátria do evangelho como diz Humberto de Campos no livro de mesmo nome. A pátria onde Jesus depositou toda sua esperança em uma renovação de ideais cristãos para o mundo. Devido a isso temos sido berço de almas extremamente necessitadas de um novo começo desde os tempos mais remotos da colonização. Espíritos infelizes se misturam a espíritos missionários em busca de renovação espiritual em solo novo e fértil da pátria do cruzeiro do sul.

Nesta mistura, nasce o Brasil. País de intermináveis riquezas naturais, pra onde se voltam as esperanças do mundo de uma nação focada na moral cristã. Com o passar do tempo o Brasil se torna alvo de saques, golpes, inúmeros atos contrários a democracia e com requintes de maldade que abalam a base de nossa nação.

Por meio de inescrupulosos, a nação sofre seus abalos que ao longo do tempo culminam no atual panorama que vivemos. Diante disso, percebemos, como espíritas, mais do que nunca a necessidade de equilíbrio na tomada de decisões, no diálogo e no debate , saudável, de ideias para o futuro de nosso país.

A crise atual tem caráter espiritual, visto que deixou-se de analisar as situações com olhares gerais e tem-se uma onda de egoísmo, onde grupos buscam apenas causas em seu próprio benefício e esquecem que fazemos parte de um todo. Vemos muitos espíritos encarnados ferrenhos defensores de ideais que humilham ou menosprezam outros grupos e com isso percebemos a escalada do egoísmo e da invigilância geral do pensamento da população.

O verdadeiro espírita se isenta de debates infrutíferos e busca o equilíbrio sempre. Com nossa crença, não podemos mais aceitar que certos erros do nosso pretérito sejam cometidos por nós. A busca pelo aprimoramento moral do espírita é constante e por isso não defendemos ideologias que pregam ódio, discriminação e violência como estandartes de política pública.

Buscamos, com isso, entender que a democracia é a serviço de todos e precisa ser respeitada conforme a decisão da maioria. Não obstante fazemos nossa parte , escolhendo representantes através do que cremos ser o mais próximo de sociedade ideal ou de caminho justo para a evolução do conjunto humanidade.

 O espírita repudia atos de violência, pois ele mesmo busca não mais os comete-los e os próprios espíritos nos recomendam a ação pautada no respeito e no equilíbrio, sempre porém, vislumbrando a caridade como escopo do espírita. Através da caridade sabemos que o mundo se reerguerá diante da confusão natural de um momento decisivo onde estamos testemunhando em favor da nossa fé.

Avante espíritas! não desanimem diante de quadro tão perverso que se desenha. Sejamos a luz da sensatez humana a iluminar o caminho de desmandos e de ilusões. A caridade como nossa bandeira nos guiará a um futuro melhor. Sejamos participativos do processo democrático do Brasil, sem contudo nos contaminarmos da fraqueza e invigilância tão comum em nos seres humanos. Busquemos sempre atenção para com o próximo e ante a dúvida mais sombria, pensem em como Jesus procederia e ali terás sua resposta.

A democracia se faz com a participação de todos e o espiritismo encoraja-nos a auxiliar sempre com presteza, a educar sempre com clareza e acima de tudo, a tratar com amor a todos que povoam nosso entorno.

Não desgastar-se com o irmão que ainda encontra-se na cegueira proposital. Sabemos que a necessidade de cada um é conhecida somente por Deus. Trabalhemos a nossa paciência diante de quadro tão confuso para que na meditação mais profunda encontremos o caminho do meio, o caminho da paz.

Então, a crise política atual nada mais é que a falência moral do homem sendo posta a público. Cabe a nós espíritas o entendimento, o perdão e a paciência. Agir com caridade é nossa missão em qualquer situação que se apresente. Que Deus possa iluminar a mente dos futuros soberanos do Brasil e que possa estender sua misericórdia e benevolência por toda sua população. Muita paz a todos vocês, e muita fé no futuro.

Anúncios

2 comentários sobre “A Crise Política do Brasil e a espiritualidade

  1. O momento atual é, pelo menos para mim, de muita tristeza diante de tanta maldade exposta. Mensagens de esperança são indispensáveis para fortalecer aqueles precisam lutar para sobreviver e auxiliar os menos favorecidos. Não podemos esquecer que é Jesus quem está no comando.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s