O culto no Lar – Guia e referências

culto

O culto no lar – importante rotina que todos nós espíritas deveríamos cumprir – nada mais é que a uniam entre o nosso coração e os bons espíritos. Simples e de efeito surpreendente o culto no lar consiste em 4 importantes passos.

  1. Leitura de página inicial edificante
  2. Prece inicial
  3. Leitura do evangelho segundo o espiritismo
  4. Prece de encerramento

pao nosso

g296480

 

  1. Para a leitura inicial indicam-se livros com pequenas passagens em seus capítulos como por exemplo os livros pão nosso, fonte viva, vinha de luz (todos de Chico Xavier) como também o vinde a mim, minutos de sabedoria e outros títulos semelhantes. Fazer a leitura de um capítulo e um breve comentário.
  2. Seguindo-se com uma prece onde você agradece a oportunidade de poder estudar, com suas palavras e pede para q o ambiente esteja em comunhão com os elevados designos de Deus.
  3. Escolha seguir o evangelho segundo o espiritismo de Allan Kardec na ordem ou aleatóriamente, o que mais lhe convir, faça a leitura de alguns itens e comente.
  4. Encerre com uma prece agradecendo a oportunidade de estudo e pedindo pelo seu lar e as pessoas que nele vivam.

Algumas sugestões e dicas:

  • Você pode ou não colocar um copo de água pedindo para que os irmãos espirituais coloquem nela o fluído necessário para o seu refazimento espiritual
  • De preferência toda a família deve participar mas caso não seja possível convide a todos e mesmo que ninguém faça com você o culto no lar faça sozinho em voz alta num ambiente mais particular, seja no seu quarto, no banheiro, onde for.
  • O importante de se ler em voz alta mesmo que sozinho é que muitos espíritos presentes não possuem a faculdade completa de vasculhar pensamentos e ouvir de uma palavra de conforto e amor pode ser importante para o reencontro desses seres com a luz divina.
  • É muito importante a constância do culto no lar. Uma vez por semana no mesmo horário, dura entre 10 e 30 minutos e é importante no dia do culto principalmente nas horas que se antecede estar calmo e equilibrado para que ajude a espiritualidade a manter as boas emanações de energia pura de amor.

familia-culto-domestico-2

Efeitos do Culto no Lar:

Algumas obras e algumas comunicações de espíritos nos revelam que os lares com a prática constante do culto no lar são higienizados de toda vibração maléfica que ali se encontre pois com a fé de quem preside o culto mais a vibração positiva que atrai espíritos do bem auxiliam para que sua casa se torne um ponto de socorro espiritual de entidades vagantes que estejam na erraticidade como marginais da doutrina divina do pai eterno. Sente-se uma vibração mais perene e leve, o ambiente se torna menos hostil e as brigas familiares podem ser amenizadas, tudo é claro dependendo da fé e da vibração que cada um estiver emanando. Por isso é importante que se tenha no culto um  compromisso do seu coração para com Deus.

É o momento de deixar de lado as diferenças e os problemas materiais e se conectar com os céus e receber da palavra amiga e esclarecedora dos espíritos a energia renovadora que irá impulsionar a sua jornada em direção à elevação moral na terra. Que possamos todos estarmos em sintonia com o bem maior, muita paz!

Anúncios

Credo segundo Bezerra de Menezes

“Credo” na versão de Bezerra de Menezes para sua família

Alexander-BezerraDeMenezes2012

A família de Bezerra de Menezes escandalizou-se ao saber que ele tornara-se Espírita. Escreveram, então, uma carta onde o acusavam de se entregar à religião dos demônios.

Bezerra respondeu com uma argumentação incrível onde usava a prece ‘Credo’ (Creio em Deus pai todo poderoso) como argumento, porém de forma diferente. modificando algumas palavras.

Credo – Bezerra de Menezes

“Creio em Deus Pai todo poderoso, criador do céu e da terra, creio em Jesus Cristo Seu direto filho nosso senhor e redentor. Creio que a igreja foi constituída por ele para ensinar a sua santa doutrina e que é assistida pelo espírito santo nesse santíssimo mistério.

Creio na comunhão dos santos, na ressurreição da carne, na vida eterna, não creio na lenda de anjos decaídos por que crer nisso valeria por negar a onipotência e onisciência do senhor.

Não creio que o mal possa vencer o bem eternizando-se como este no reino de Satanás, não creio que o espírito criado pelo senhor possa fazer lhe frente resisitir-lhe e destruir os planos e ver que o senhor permita isso, servindo-se do rebelde para castigar o rebelde por que nesse caso Deus não criou o homem para o bem e felicidade.

Não creio em penas eternas por que Deus é Pai, não creio na infalibilidade do Papa por que assim teríamos um Deus no céu e outro na terra, e a comunhão dos santos significa para mim a comunhão dos espíritos. Eis o meu Credo e digo-lhe que tenho fé viva e esperançosa, esperança firme de subir com ele à sociedade de Deus na eternidade.

Pouco nós resta de vida, a mim e a você, pouco nos falta para nos encontrarmos quando livres da obsessão da carne possamos conhecer se tenho ou não razão.

Paz e amor em Jesus Cristo nosso senhor.”

Adolfo Bezerra de Menezes.

1280px-LLDE_cep_vigne.jpg

Porque devemos perdoar?

oracao

Quantas vezes nos deparamos com situações em que o próximo nos ofende, nos calunia e nos humilha? quantas mágoas guardamos de irmãos menos esclarecidos ou de pessoas que acabam se descontrolando e descontando em nós toda a amargura que sentem?

Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Eu digo a você: Não até sete, mas até setenta vezes sete.
Matheus 18:21-22

Entendemos pois que o perdão segundo Jesus Cristo, nosso mestre, seria algo extremamente importante para a nossa marcha no progresso espiritual. Listamos alguns motivos pelos quais isso seria verdade:

Quem perdoa se liberta

-

O perdão é uma das coisas mais libertadoras que alguém pode fazer. A falta de perdão é como uma pedra amarrada na perna de alguém, que a arrasta para o fundo do mar. Aquele que perdoa tem em si quebradas as correntes do rancor, da mágoa, do ódio e da vingança.

Simplesmente a pessoa ao perdoar se livra de um peso que não merece e nem precisa carregar. Imagine pois que se um irmão de caminhada lhe ofende de que ajudaria tanto a ti quanto a ele guardar rancor de uma situação que nada poderá mudar? Acaso somos tão perfeitos assim que não cometemos erros e também decepcionamos outras pessoas? e se fosse o inverso não gostaríamos de ser perdoados para que possamos melhorar enquanto espíritos em evolução? Devemos sempre pensar que um dia somos vítimas mas também poderemos noutro ser algozes.

Quem perdoa evolui

Essa questão é tão importante quanto a anterior. Imaginemos que para perdoarmos quem nos ofendeu precisamos de pelo menos um pensamento voltado para a empatia e a caridade e sendo esta última a salvação mencionada por Allan Kardec temos então através do perdão sincero uma ferramenta de grande valor para a evolução moral e espiritual do indivíduo.

Quem perdoa cria laços

perdao

Pode parecer difícil ,no momento, para cada um de nós entender essa expressão afinal, quem criaria laços com o assassino que tirou a vida de um ente querido? Pois bem meus irmãos, não é necessariamente um laço de amor como o que vivemos com os espíritos afins. Porém entenda que, ao perdoar, você se torna diretamente responsável pela sua evolução e a evolução do ser que você acaba de perdoar. Este ato de caridade não reflete somente em quem perdoa mas também em quem se beneficia deste perdão. 

Por vezes um ato de perdão pode ser o estopim para uma mudança interior tão sensível em um indivíduo brutalizado que o seu laço com aquele pequeno salto espiritual será eterno.

Sinto dificuldade em perdoar…o que devo fazer?

Simples: Ore! ore muito, Deus em sua infinita compreensão e justiça sabe que cada um de nós tem suas limitações e ele não espera que ignoremos isso. Para Deus o valor do perdão se dá quando este é realmente sincero e faz a ofensa virar ensinamento e a mágoa virar compreensão e amor. 

Se acaso um irmão vos ofendeu e não consegues perdoa-lo, ore e peça a Deus que seu espírito tenha compreensão para que um dia possa perdoar o infeliz ato que possam ter praticado contra ti. lembre-se por vezes você também foi quem precisou de perdão.

Exercitamos o perdão meus irmãos e esperemos que Deus nos perdoe sempre que cometermos nossos erros tão necessários à nossa evolução. Muita Paz!

A crise da humanidade e a regeneração planetária

03145725701652

Todos devem ter visto e se chocado com o ocorrido fato ocorrido no último dia 2 quando um policial encontrava em uma praia da turquia o corpo sem vida de um menino de 3 anos. Aquela cena chocou a tal ponto que ficamos todos de luto. Um luto muito triste.Algo que abalou profundamente inclusive a esperança de muitos.

Ao atingir uma criança, figura que melhor exemplifica a inocência e a pureza, sentimos o quanto a maldade inerente aos seres humanos não escolhe vítimas eticamente. Nós sabemos que o mal na humanidade é constante presença e isso muitas vezes nos desestimula e amedronta. Afinal, se a marcha do progresso é tão certa como podemos ver tantas situações difíceis e tantos sofrimentos e ainda crermos numa regeneração planetária? Como podemos identificar que o bem vai prevalecer se a vida carnal nos bate tão duramente com os acontecimentos mais dolorosos.

A resposta se baseia em um raciocínio complexo, porém perfeito. Vamos começar com uma breve explicação do nosso momento evolutivo enquanto planeta terra. A terra encontra-se em pleno processo de evolução espiritual como sempre durante sua vida e isso provido pela perfeita lei de progresso oriunda de Deus. São divididos os mundos abitados nas seguintes categorias: 

palestra-transicao-planetaria-de-capela-a-nibiru-9-638

Mundos primitivos

Nos mundos primitivos, destinados às primeiras encarnações da alma humana, a vida, toda material, se limita à luta pela subsistência, o senso moral é quase nulo e, por isso mesmo, as paixões reinam soberanas. A Terra já passou por essa fase.

Mundos de expiação e provas

Nesses mundos o mal predomina. É a atual situação da Terra, razão por que aí vive o homem a braços com tantas misérias, tantas dores e sofreres. Para se elevar é preciso as vezes passar por situações difíceis, seja por provação ou por espiação de alguma falta pretérita cometida.  Nesses mundos a lei de ação e reação se aplica constantemente de forma muito perceptível com relação a vida espiritual.

Mundos de regeneração

São mundos em que as almas que ainda têm o que expiar haurem novas forças, repousando das fadigas da luta. Mundos onde o mal já não é tão comum e combatido de forma coerente. Nestes mundos a noção de diferenças tornam-se obsoletas, as raças não mais se veem como diferentes e não existem mais divisões políticas ou sociais. São mundos voltados para a unidade planetária e o pleno auxílio mútuo em seus problemas. Ainda com suas dificuldades e seus problemas os seres de mundo de regeneração são mais entendidos de suas limitações e necessidades e por isso é um mundo em que a maldade não é maioria. Ainda há mal mas que durante o passar do tempo será cada vez mais raro.

Mundos ditosos ou felizes

São os planetas onde o bem sobrepuja o mal e, por isso, a felicidade impera. A busca pela unidade se completa e estes planetas são de forma tão evoluída que encontram possibilidades de ajudar a outros planetas. O conhecimento espiritual se torna algo tão normal quanto a nossa ciência terráquea e neles o principal objetivo é a evolução moral.

Mundos celestes ou divinos

São as habitações de Espíritos depurados, onde exclusivamente reina o bem, visto que todos que aí vivem já alcançaram o cume da sabedoria e da bondade. Espíritos de alto valor moral, são os futuros governantes de planetas, responsáveis por novos espíritos.

Visto isso voltamos à situação do planeta terra. Como mundo de provas e espiações é comum notar a extrema ocorrência de fatos tristes que nos motivam a acreditar que o progresso moral está perdido. Mas lembremos desta pequena metáfora: Ao arrumar o armário bagunçado, antes de tudo você tira tudo do lugar para que possa arrumar de forma mais organizada. Isso se dá com o planeta terra. estamos desarrumando primeiro, jogando fora o que não mais podemos ter e separando o que iremos realocar. Estamos numa fase de transição muito conturbada porém necessária.

Psicografias de Divaldo franco nos lembram que:transi1

O processo de regeneração é dado de forma que para vós parecerá caótica, porém a justiça divina acompanha passo a passo de tal forma que nenhum espírito passará sem que se saiba seu destino na humanidade porvindoura”

A Terra tem vivido diversos desastres naturais ou não. Mas como sabemos nem todos os espíritos encarnados na terra terão o direito de permanecer aqui quando esta passar ao patamar de mundo de regeneração. Os espíritos mais endurecidos, que se comprazem com o mal e os que não tem ainda uma evolução moral suficiente para a contínua evolução planetária serão degredados do orbe terrestre a fim de se preservar a lei de progresso.

Já está iniciada esta demanda espiritual e nossos mentores lutam para que possamos resgatar o máximo possível antes da data estipulada para o degredo e a regeneração estar completa. Aproveitemos a oportunidade de poder merecer fazer parte desta importante época de nosso planeta e sejamos nós um exemplo de que o bem sim ainda vive no planeta!

Veremos muitas situações semelhantes a do pequenino imigrante, morto tentando juntamente de sua família viver dignamente uma encarnação no planeta. Veremos muitos mortos em guerras e em crises mas não percamos a fé espíritas! não percamos a esperança na consolação! Deus está conosco e seu representante, o cordeiro Cristo nos guia para o caminho da luz. Não sejamos seduzidos pelas trevas ou amedrontados pelas sombras que tentam a todo custo impedir o inevitável futuro do planeta. Entendamos que ninguém morre atoa e que se o pequenino morreu foi por necessidades individuais que nos foge o debate e que nunca é em vão que uma tragédia se abate sobre a humanidade.

Talvez agora nossos governantes sejam tocados de certa forma e pensem na questão social dos imigrantes de guerra e isso já seria um avanço social enorme. Talvez mais problemas venham, mas temos a certeza de que o que acontecer teremos força uns nos outros se a união e o pensamento em uníssono chegar às alturas, como uma prece de amor e esperança, pedindo paz e amor para com todos os habitantes da humanidade… Muita Paz!

O espiritismo tem Dogmas?


ess

Mais um artigo sobre conhecendo o espiritismo. Neste abordaremos a seguinte questão : O espiritismo tem dogmas?

Muito se sabe que a maioria das religiões possuem certas verdades incontestáveis e muita das vezes sem uma explicação que por lógica seja aceita por muitos fiéis. O dogma é uma crença estabelecida por uma religião ou uma doutrina que é considerada como ponto fundamental e indiscutível. ponto chave que não aceita indagações ou ponderações.

Vemos muito isso conforme frequentamos diversas religiões. Chegamos a um ponto que se perguntarmos o porquê de tudo chegaremos a um dogma religioso. Isso vem do fato de muitas religiões sere interpretações de outras religiões ou de textos que foram transcritos por homens.

O espiritismo não possui dogmas visto que a qualquer pergunta existe uma resposta lógica e correta conforme a forma de pensar do homem. Isso se deve ao fato de Allan Kardec ter tido cuidado impecável ao montar as 5 obras básicas, para que não falta-se absolutamente nada em seus estudos. Kardec para evitar que a ambição e orgulho humanos manchassem o seu trabalho utilizou-se de uma interessante e engenhosa forma de se escrever o livro dos espíritos por exemplo.

Ele enviava para médiuns dos cinco continentes as mesmas perguntas e analisava as respostas. usando-se desta forma de obter as respostas dos espíritos somente assim ele seria capaz de receber a real instrução dos espíritos e descartar o que divergisse por qualquer motivo.

Assim Kardec devassou os conhecimentos humanos sobre a vida, a moral, ciência e fé de forma que os espíritos pudessem nos responder a tudo conformo nosso grau de adiantamento moral e intelectual. Somente a uma pergunta os espíritos não nos puderam ter a resposta mais completa e mesmo assim a resposta já é muito mais concreta e aceitável que a ideia que todas as religiões pregam como dogmas.

2186b

1- Que é Deus?
“Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas.”

Ao responder o que é Deus os espíritos nos dizem “Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas” (livro dos espíritos, pergunta 1). Pela nossa pobreza de linguagem os espíritos não nos teriam como nos dar definições mais precisas sobre Deus, etão deixam-nos com a descrição geral, do seu caráter imediato e visível às fronteiras do pensamento humano.

4 -Onde se pode encontrar a prova da existência de Deus?
“Num axioma que aplicais às vossas ciências. Não há efeito sem causa. Procurai a causa de tudo o que não é obra do homem e a vossa razão responderá.”

O espiritismo veio como consolador prometido pro jesus a fim de devastar as dúvidas que envolviam seus dicípulos após sua partida, enfrenta à contramão a má tendência dos espíritos ainda atrasados que encontram na humanidade amplo campo de aperfeiçoamento de seus planos contrários à marcha incessante para o progresso. Por isso devemos manter a fé inabalável nas palavras recebidas por Allan Kardec e vivencia-las em nossas vidas para que possamos ser também nós – assim como o espiritismo- uma luz que ilumina as trevas, esperança para o futuro, verdadeiros irmãos da política divina do bem. Muita Paz!

Mensagem de Tancredo Neves é recebida por Robson Pinheiro

rob

No último dia 7 de agosto, o médium Robson Pinheiro, conhecido por suas mensagens inovadoras com muitos ensinamentos novos e alguns outros polêmicos, publicou um vídeo no qual fala ter recebido uma carta do ex-presidente Tancredo Neves.

Segundo Robson, Tancredo pediu que ele se levantasse imediatamente, informando que precisava falar à nação brasileira com urgência sobre a crise econômica e política. E em instantes estava redigida a carta que supostamente o espírito de Tancredo Neves escreveu por intermédio do médium e autor de várias obras mediúnicas.

Espiritismo da alma publica aqui a carta para que possamos abrir um debate sincero e fraterno sobre sua veracidade e sobre sua mensagem. Não negamos mas não aceitamos sem ao menos raciocinar como Allan Kardec nos pediu. então deixaremos o debate em aberto para nosso público a fim de que uns aos outros questionem-se sobre o texto e se concordam ou discordam cada um respeitando a posição oposta sempre.

A ideia é levar aos amigos leitores a reflexão e questionar o que pode ser uma verdade nova e reveladora (sobre a maior participação espiritual de ex-líderes políticos) ou sobre um problema de mediunidade… independente do que seja queremos o livre debate sobre ideias de cada um de nossos seguidores para que possamos refletir sobre um assunto de veras polêmico : “Espiritismo e política”

Segue a carta publicada pelo médium Robson Pinheiro:

“Amigos e companheiros espiritualistas da nação brasileira,

Nosso país passa por momentos incomuns em seu cenário político, econômico e social, mas, sobretudo, por uma crise sem precedentes de ordem espiritual, a qual se faz perceber nos desdobramentos do nosso momento político e na conjuntura socioeconômica na qual estamos todos inseridos e imersos.

Não podemos ignorar as palavras de Allan Kardec ao registrar que “de ordinário, são eles [os espíritos] que vos dirigem”. Sob esse pensamento, que traduz a realidade da vida nos bastidores de todas as ações humanas, sabemos que as dificuldades enfrentadas pelo povo brasileiro não são somente da parte daqueles que detêm o poder ou que o veem fugir de suas mãos.

Nós enfrentamos, neste momento, um dos casos mais graves de obsessões complexas num âmbito generalizado em nossa nação. O país passa por uma crise espiritual na qual as forças da oposição ao progresso culminaram com a derrocada de valores e conquistas do povo brasileiro, afetando, em grande medida, as instituições públicas.

Tudo isso levando-se em conta que, desde os bastidores da vida, espíritos representantes das sombras, das trevas mais ínferas, têm manipulado suas marionetes —políticos, homens públicos, empresários e homens do povo, desde as pessoas mais comuns até aquelas que em alguma grau detêm poder ou liderança sobre a multidão e, ainda, as que formam opinião e são capazes de influenciar a situação reinante — a qual, a cada dia,agrava-se a passos claros.

Não podemos desconsiderar que a arma da qual se utilizam os representantes das trevas deste século é eficiente o bastante para minar as forças daqueles que querem acertar, pois formam quadrilhas, grupos de poder para os quais é mais importante sua manutenção no poder, a qualquer custo, do que o bem-estar do povo e das instituições que zelam por nosso futuro promissor como nação.

Não nos esqueçamos de que, por trás de homens, estão as hostes espirituais da maldade, que fazem de tudo para saquear os cofres públicos, solapar a economia, fraudar, corromper os valores éticos, assim roubando do povo brasileiro o sono de sossego ou a fé em dias melhores. A estratégia dessas entidades consiste, em larga medida, em promover a desgraça daqueles homens e daquelas instituições que ainda acreditam e representam o bem, a honestidade, a retidão de caráter e os valores que nos tornaram, ao longo dos séculos, a grande nação que somos.

É a política das trevas, por meio de suas marionetes encarnadas, a deturpar tanto o significado quanto a razão mesma da ética e de valores nobres e sadios mediante o assassina toda fé do povo, alardeando uma visão populista ao mesmo tempo que encobre sua verdadeira face de estandarte do mal e das forças da escuridão.

Estamos em plena guerra espiritual, na qual o campo de batalhas está cada vez mais próximo de nós, de nossas famílias, de nossas vidas.

Não mais podemos pensar num tempo de tranquilidade ou de aparente segurança, pois ninguém está seguro diante dos lobos travestidos em peles de ovelhas com seus discursos preparados para enganar e levar a multidão a erro. Em troca, deixam as migalhas caírem de seus cofres particulares, ou dos cofres e das contas bilionárias das quadrilhas que tomaram de assalto e aparelharam o governo, o país e as instituições que deveriam nos representar.

Mas não estão sós esses homens que assim agem. Como marionetes das forças das trevas, eles representam um forte aparato de guerra que é utilizado a fim de retardar o progresso e fazer com que as instituições do bem sejam afetadas diretamente, pela força, aarrogância, as mentiras e as pretensões das quais se valem para fazer afundar o barco da nação brasileira.

A política faliu; os homens públicos faliram; muitas empresas sucumbiram mediante o abuso daqueles que tentam dominar a qualquer custo, e, inclusive, muitos homens de bem, muitas pessoas de boa vontade,iludidas, deixaram-se levar pelas promessas vãs, pelas políticas públicas populistas, com seu idealismo patético a distribuir suas migalhas, que ainda hoje retêm a população mais sofrida na situação de dependência crônica dos programas forjados para iludi-la, visando à ignorância do povo acerca do que se comete nos bastidores.

Misérias e bolsas oportunistas são oferecidas à gente pobre mas também aos ricos, enquanto lobos vorazes pilham a economia e buscam se manter disfarçados de ovelhas no comando de uma das maiores nações do planeta.

Não nos enganemos, meus amigos, pois não estamos lutando “contra a carne e o sangue”, mas, como disse o apóstolo Paulo, “contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século,contra as hostes espirituais da maldade”.

Em outras palavras, a guerra não é contra homens, apenas; com efeito, é de ordem espiritual. Nosso discurso não é meramente político, mas de convicção espiritual da realidade dos seres trevosos com os quais lidamos.Quem é incapaz de perceber a gravidade da hora, o estiramento das convicções e o assalto aos valores em pleno curso, deve-se indagar, honestamente, se sua visão já não está comprometida pelos feiticeiros da hipnose vigente, pelos artífices da derrocada da nação brasileira, dos dois lados da vida.

Por isso, hoje não nos resta uma alternativa plenamente confiável, embora vislumbremos a possibilidade de modificar esse panorama, dando um novo rumo ao nosso futuro. Se, por um lado, não se apresenta alguém que reúna condições genuínas e plenas de representar a nação e o povo brasileiro fazendo frente a esta marca da corrupção que avassala desde Brasília até a base mesma da sociedade — isto é, o povo comum—, pelo menos nos resta a alternativa de optarmos por uma ética ou, quem sabe, pela possibilidade de mudar, uma vez que o horizonte não nos aponta um líder ou uma liderança isenta de chances de perpetuar o erro.

Ou, mais modestamente: diante do quadro dramático em que se vê a nossa nação, errar menos já seria de muito bom grado diante do extremo a que chegaram os representantes eleitos democraticamente pelo nosso povo, iludido pelas promessas, as mentiras e as ideologias de um governo dos mais corruptos que a história do Brasil já conheceu. Diante de tamanha manipulação mental, hipnótica e sensorial empregada por aqueles que formaram a quadrilha que nos governa desde os bastidores do Palácio da Alvorada até os bastidores da vida, sem dúvida errar menos já significaria grande avanço.

Nosso momento é grave, não somente economicamente, mas espiritualmente falando. Sobretudo do ponto de vista espiritual, pois sabemos,com o mínimo de perspicácia e observação, que forças ocultas estão em plena concentração na tentativa de afundar o barco da nação brasileira, sobre a qual já foi dito, um dia, que deveria ser o coração do mundo e a pátria do Evangelho.

Segundo podemos constatar, o coração está parando; está enfermo e precisando urgentemente de uma cirurgia moral, ética e espiritual. E é raro que um processo cirúrgico não cause apreensão e seja indolor.

Em caráter emergencial, precisamos nos irmanar em oração, todos os que de alguma maneira querem o bem do povo brasileiro. Precisamos pedir a Jesus que tenha misericórdia dos filhos desta terra e das lideranças e dos representantes do povo, mas que também sustente os esforços daqueles poucos que resistem e querem acertar; dos que militam em defesa da ética, da justiça, do desmascaramento dos lobos que enganam e enganaram a multidão num momento frágil de sua fé no futuro e utilizaram do poder de barganha para comprar com promessas levianas aqueles que não souberam e ainda não sabem distinguir entre a ovelha e o lobo — este, obando que governa, distribuindo migalhas em troca de votos e popularidade.

Quem sabe, clamar para que os cidadãos sejam capazes de discernir e identifiquemquem deseja ajudar educando e objetiva, de fato, libertá-los da miséria, da servidão da consciência e da ignorância. Precisamos nos reunir em oração, mesmo aqueles que de alguma maneira ainda se deixam levar pelas promessas que já se mostraram vazias e pelo idealismo disseminado em nome desta política desumana, que com certeza não tem sua origem nos dirigentes espirituais da nação, mas nas hostes da maldade, nos representantes da escuridão que estão encastelados nos corações daqueles que, em troca do sofrimento do povo brasileiro, tentam dominar e perpetuar-se no poder a qualquer custo.

Nosso convite é para orarmos, juntarmos nossas energias e possibilidades espirituais, e não somente vibrações, para que nos pronunciemos cada vez mais. Que tenhamos a coragem de sair de nossos lares, de ir às ruas, de nos manifestar pelo bem e pelo direito, pela vitória da ética e da dignidade. E não falo aqui a favor ou contra partidos políticos, mas a favor do bem, da justiça e das conquistas de nossa nação.

Que possamos descruzar os braços, sair do comodismo diante dos acontecimentos, tentando de alguma maneira nos pronunciar a fim de não darmosainda mais razão ao pensamento de que, se o bem não domina, é porque “os bons são tímidos” — ou fracos. Sem que se ergam os cristãos como dantes se ergueram perante as arbitrariedades dos ímpios, que culminaram nos circos romanos da Antiguidade; sem que nos mexamos e façamos a nossa parte — muito mais do que simplesmente rezarmos e pedirmos ajuda ao Alto, sabendo que todos somos a ajuda que o Alto envia para agir no momento de crise —; sem isso, se não agirmos e formos proativos, seremos apenas uma voz rouca que,aos poucos, será silenciada em meio à multidão dos que sofrem e do poder dos marginais a serviço da escuridão.

Seremos apenas miseráveis, escondidos em nossas casas de oração, batendo no peito a clamar socorro,escondidos com medo de nos mostrar em nome da causa do bem pela qual todos deveríamos nos expor e mostrar que, juntos, podemos muito mais!

Não se acanhem, não se iludam. Estamos em plena guerra espiritual, e, numa guerra, onde estarão os representantes de um reino em tudo superior aos reinos falidos dos homens e dos representantes das sombras?

Oremos, sim, rezemos mais ainda, mas sobretudo nos posicionemos, em nossas redes sociais, em nosso círculo de ação, em nossas famílias, no trabalho e na sociedade, enquanto é tempo — antes que seja levantada a bandeira da escuridão a substituir a do bem no seio do Brasil.

Esteja de que lado estiver, defenda você qualquer ideologia que defender, qualquer partido político ou religião, saiba que você não está fora dessa luta e, se não se posicionar urgentemente, será arrastado pelo caudal das lutas e provações que já se avizinha da gente brasileira, ocasionado pela política desumana e sombria dos seres das trevas e de seus representantes políticos no mundo.

Relembrando o pensamento de Edgard Cayce, numa de suas profecias modernas: nenhuma instituição, nenhuma família, ninguém ficará isento de passar pelas lutas e pelas provações coletivas que se abaterão sobre a nação neste momento grave de provas a que serão submetidos o povo brasileiro e o mundo em geral.

Portanto, em nome do bem, em nome da justiça, em nome da ética e da sobrevivência de nossa nação, dos valores morais e das conquistas sociais, em nome de Jesus, que representa a política divina do Reino,convocamos você a se pronunciar, a se mostrar, a mostrar a sua cara e sair do comodismo de sua poltrona;a sair às ruas e gritar, falar, divulgar nas redes sociais que nós, os que acreditamos num mundo melhor, não compactuamos com a situação, a posição e as atitudes de franco desequilíbrio espiritual, social, político, tampouco com o desrespeito como vem sendo tratado o povo brasileiro nos últimos tempos.

Precisamos formar um feixe de varas, estar juntos, embora não fundidos, mas,sobretudo, precisamos nos unir no propósito de enfrentar as hostes da maldade instaladas em Brasília e nos bastiões do poder em todo o território brasileiro. A bandeira do bem e da justiça urge ser hasteada, e os bons, os que dizem representar o bem, precisam sair de seu ostracismo e mostrar que realmente representam uma política divina, e não a política humana marcada pela corrupção dos valores e da fé”.

Robson Pinheiro pelo espírito Tancredo Neves, na companhia dos espíritos José do Patrocínio e Getúlio Vargas.

Deixe seus comentários e sua opinião! Debata conosco, espero que seja um debate muito limpo e útil! Muita Paz!

Podem os espíritos influenciar na matéria?

mesa-levitando

Em diversas conversas com amigos simpatizantes da doutrina de Kardec mas ainda leigos sobre os estudos percebi a seguinte dúvida. Os espíritos podem influenciar-nos? E podem influenciar ocorrências físicas?

Noutras palavras: pode um espírito por vontade própria fazer com que algo concreto aconteça? Segundo o livro dos espíritos Kardec pergunta:

 459. Influem os Espíritos em nossos pensamentos e em nossos atos?
“Muito mais do que imaginais. Influem a tal ponto, que, de ordinário, são eles que vos dirigem.”

De fato, os inúmeros relatos de obsessão e ocorrência de “possessões” mostram que espíritos podem nos influenciar. Mas o que dizer da matéria? seria possível um espírito mover a matéria? atirar objetos? flutuar mesas?

A história do espiritismo remonta à época em que famosos efeitos físicos eram observados: os chamados roda das mesas girantes. Onde médiuns de efeitos físicos (Explicação do termo abaixo) doavam ectoplasma aos espíritos presentes a fim de realizarem estes uma movimentação energética com fins de intervenção material.

São os médiuns dotados de faculdade capaz de produzir efeitos materiais ostensivos. Seus trabalhos têm a finalidade de chamar a atenção da incredulidade humana para a existência dos Espíritos e do mundo invisível. Produzem fenômenos materiais, tais como: movimento de corpos inertes, ruídos, voz direta, curas fenomênicas, transportes etc.

Os médiuns de efeitos físicos podem ser divididos em dois grupos: os facultativos, que têm consciência dos fenômenos que produzem; e os involuntários, ou naturais, que não possuem consciência de suas faculdades e são usados pelos Espíritos para promoverem manifestações sem que o saibam. Certas comunicações dadas por Espíritos desencarnados através de aparelhos eletrônicos (TCI), onde alguns autores disseram não haver necessidade da presença da mediunidade, foram produzidas por ação de médiuns de efeitos físicos involuntários.Esse tipo de médium era muito comum no advento do Espiritismo e foi muito útil na divulgação das idéias espíritas, chamando a atenção das pessoas para a realidade do fenômeno.

O Ectoplasma é um fluído inerente dos espíritos encarnados. Em uma comparação bem sutil é como um combustível que alimenta os dois mundos, um tipo de energia que o espírito possuem para animar o corpo físico e esta energia por si só é capaz de condensar-se até mesmo tornando-se visível e tangível. Deste fluído vemos a ocorrência das famosas seções de materializações, onde espíritos utilizam ectoplasma do médium doador para materializarem-se diante dos presentes.

Há ainda os fenômenos naturais, como terremotos ou tempestades, causas que por vezes restabelecem o equilíbrio mas que também podem ser obra de espíritos seja por necessidade ou por reação a algum distúrbio no equilíbrio espiritual do planeta:

540. Os Espíritos que exercem ação nos fenômenos da Natureza operam com conhecimento de causa, usando do livre arbítrio, ou por efeito de instintivo ou irrefletido impulso?
“Uns sim, outros não. Estabeleçamos uma comparação. Considera essas miríades de animais que, pouco a pouco, fazem emergir do mar ilhas e arquipélagos. Julgas que não há aí um fim providencial e que essa transformação da superfície do globo não seja necessária à harmonia geral? Entretanto, são animais de ínfima ordem que executam essas obras, provendo às suas necessidades e sem suspeitarem de que são instrumentos de Deus. Pois bem, do mesmo modo, os Espíritos mais atrasados oferecem utilidade ao conjunto. Enquanto se ensaiam para a vida, antes que tenham plena consciência de seus atos e estejam no gozo pleno do livre arbítrio, atuam em
certos fenômenos, de que inconscientemente se constituem os agentes. Primeiramente, executam. Mais tarde, quando suas inteligências já houverem alcançado um certo desenvolvimento, ordenarão e dirigirão as coisas do mundo material. Depois, poderão dirigir as do mundo moral. É assim que tudo serve, que tudo se encadeia na Natureza, desde o átomo primitivo até o arcanjo, que também começou por ser átomo. Admirável lei de harmonia, que o vosso acanhado espírito ainda não pode apreender em seu conjunto!”

Neste breve texto tento de forma simples elucidar sobre os fenômenos físicos aplicados devido a influencias espirituais. O assunto vai longe, existem inúmeras possibilidades. Qualquer pessoa que experimente fenômenos parecidos com os expostos procure um centro espírita pois você ou algum familiar ou vizinho pode ser médium de efeitos físicos! Mediunidade é coisa séria e devemos ter a responsabilidade segundo nossas faculdades, espero ter sido edificante e elucidativo o texto para os irmãos leitores. Muita Paz!